Rendeiro foi ameaçado na prisão da África do Sul e defesa pede transferência (com áudio)

Vamos pedir a transferência” de Rendeiro, disse a advogada de João Rendeiro, June Marks.

Lusa

Os advogados de defesa de João Rendeiro vão solicitar a transferência do ex-banqueiro para outra prisão na África do Sul. A defesa disse à Agência Lusa que o ex-banqueiro recebeu ameaças de morte enquanto passou o dia e a noite numa prisão conhecida pela violência e pela sobrelotação.

“Vamos pedir a transferência” de Rendeiro, disse a advogada June Marks. “Como resultado das notícias, ele está a receber ameaças de morte”, apontou Marks, adiantando que os “prisioneiros ouvem as notícias na rádio”.

Após ter sido decretado o adiamento da audição na segunda-feira, dia em que o ex-banqueiro deveria ter sido ouvido após a sua detenção, João Rendeiro foi transferido para a prisão de Westville, uma das maiores do país e a única na região de Durban.

A advogada notou a existência de “desenvolvimentos” no processo e pediu então o adiamento. A advogada admitiu ainda preferir que o caso fosse transferido para Joanesburgo, dado ser uma cidade maior que Durban e ter mais capacidade para lidar com este tipo de casos.

Soube-se também esta manhã que a audiência do português voltou a ser adiada, com a advogada a dizer à “Rádio Renascença” que não sabia se ainda poderão ser ouvidos durante a tarde ou só na quarta-feira.

De relembrar que o ex-banqueiro foi detido no passado sábado, 11 de dezembro, num hotel de luxo em Durban, numa ação que envolveu a polícia sul-africana, portuguesa e agentes da Interpol. As autoridades nacionais aguardam que seja decretada extradição no caso do ex-presidente do Banco Privado Português.

Relacionadas

Audição de João Rendeiro novamente adiada (com áudio)

O banqueiro tinha audição marcada para esta manhã, mas foi adiada, segundo a “Rádio Renascença”.

Respostas Rápidas: O que sucedeu na audiência de João Rendeiro?

O antigo presidente do BPP vai ser ouvido amanhã, depois de ter sido detido no sábado. Reveja o desenrolar dos acontecimentos desta segunda-feira.

Advogada de Rendeiro: “Se fiança for negada, recorremos para o Supremo Tribunal” da África do Sul (com áudio)

June Maks diz ainda que a autorização de residência que João Rendeiro tem na África do Sul não será importante para o tribunal de Verulam, para onde o ex-presidente do BPP se voltará a dirigir na terça-feira, para conhecer as medidas de coação, depois de um adiamento na audiência.
Recomendadas

Morgan Stanley avança com corte de 1.600 empregos

A redução de quadros, dada em primeira-mão pela “CNBC”, afetou cerca de 1.600 dos 81.567 empregados da instituição financeira e tocou a quase todos os cantos do banco de investimento global. O banco está a seguir os seus concorrentes no restabelecimento de um ritual suspenso durante a pandemia: a saída anual de pessoas com fraco desempenho.

BPI Gestão de Ativos pontua em indicador de investimento das Nações Unidas

A organização Princípios para o Investimento Responsável atribuiu à gestora a classificação de cinco estrelas em Investimento e Política de Envolvimento.

Haitong faz aumento de capital de 15,9 milhões para converter DTA

Em consequência, o capital social do banco de investimento passa a ser no montante de 863,3 milhões de euros.
Comentários