Reportagens falsas podem mudar critérios editoriais da revista alemã Der Spiegel

A Der Spiegel vai conduzir uma investigação interna para apurar como foi possível a falsificação de pelo menos 14 peças da autoria do Claas Relotius, ao longo de vários anos.

Para evitar novos casos de reportagens falsas, como as protagonizadas pelo jornalista Claas Relotius, a direção editorial de uma das mais prestigiadas revistas europeias, a Der Spiegel, nomeou uma comissão composta por três jornalistas experientes para rever os critérios e processos editoriais desta publicação.

Esta comissão, composta pelos jornalistas Brigitte Fehrle, Stefan Weigel and Clemens Hoeges, irá analisar os processos envolvidos na elaboração das reportagens em causa e sugerir alterações nos critérios editoriais adotados pela Der Spiegel.

Claas Relotius, um jornalista de 33 anos que recebeu no início deste mês o prémio de Repórter do Ano, foi hoje demitido da revista alemã após ter sido descoberto que o jornalista falsificou artigos durante vários anos: “O jornalista Claas Relotius falsificou as suas próprias histórias e inventou protagonistas, enganando leitores e os seus colegas”, realçou hoje a direção editorial da revista.

Assim, a revista vai conduzir uma investigação interna para apurar como foi possível a falsificação de pelo menos 14 peças da autoria do Claas Relotius, ao longo de vários anos.

 

 

 

 

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Fundação ”la Caixa”, BPI e NOVA SBE renovam parceria de 2,2 milhões

Iniciativa para a Equidade Social vai prolongar-se por mais três anos, até 2024, segundo acordo assinado esta tarde na Nova SBE, em Carcavelos. A parceria tem como objetivo impulsionar o sector da economia social em Portugal, através de projetos de investigação e capacitação desenvolvidos por equipas académicas especializadas.

Mercado das Tecnologias da Informação vai ultrapassar os 5 mil milhões em Portugal este ano, estima IDC

Os especialistas da consultora anteveem ainda que a transformação digital vá representar metade de todo o investimento nacional em TIC o até o final de 2025.
Comentários