PremiumReprivatização da Efacec deverá estar fechada em seis meses

Comprador terá que reforçar capacidade financeira e industrial. Executivo diz que há vários investidores interessados.

O Governo quer ter a Efacec reprivatizada no espaço de seis meses. O caderno de encargos deste processo foi aprovado na quinta-feira em Conselho de Ministros. “Prevê-se que seja um processo que leve seis meses. Existe um conjunto significativo de investidores que estão interessados”, disse o secretário de Estado das Finanças, João Nuno Mendes, na quinta-feira.

O Executivo avançou para a nacionalização de 71,73% da empresa em julho deste ano devido ao “grande impasse acionista” gerado na sequência do “processo Luanda Leaks” por ter sido decretado o arresto da participação social da empresária Isabel dos Santos, conforme explicou o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, na altura. O Governo aprovou um caderno de encargos que tem como principais objetivos reforçar a capacidade financeira da empresa nacional, assim como desenvolver a sua capacidade industrial e exportadora.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Relacionadas

Governo aprova caderno de encargos para a reprivatização da Efacec

O executivo aponta que o processo de reprivatização deverá demorar seis meses e que existem vários interessados na empresa portuguesa.

Efacec altera condições da emissão de obrigações de 58 milhões para evitar o incumprimento

Efacec altera em assembleia os rácios que determinavam o evento de incumprimento da emissão de 58 milhões feita em 2019, e assim evitou-se o ‘default’ da empresa que foi nacionalizada e que aguarda a publicação do Decreto-Lei para que seja dado seguimento ao processo de reprivatização.
Recomendadas

Vila Galé Collection Braga considerado o hotel mais marcante da Europa nos ‘Óscares do Turismo’

Com um investimento de oito milhões de euros, o Vila Galé Collection Braga resulta da reconversão do complexo do antigo hospital de São Marcos, que estava desocupado desde 2011, permitindo assim a requalificação de um imóvel de interesse público, datado de 1508.

Grupo Stellantis e DST Solar nas Agendas Mobilizadoras

A inovação verde para a indústria automóvel passa pelas Agendas Mobilizadoras. O ISQ&CTAG irá investir 6,2 milhões de euros.

TAAG recebe aviso de greve dos pilotos com início a 7 de outubro

O Sindicato de Pilotos de Linha Aérea (SPLA) decretou uma greve a partir de 7 de outubro, tendo já sido enviado o aviso de greve à TAAG – Linhas Aéreas de Angola na sexta-feira, anunciou este sábado a companhia aérea angolana.
Comentários