Repsol investe mais de 18 milhões para produzir polióis poliméricos em Tarragona

A maior parte do investimento vai destinar-se à alteração da atual fábrica de polióis poliméricos, com a instalação de um segundo reator na linha de produção. A construção já iniciou no passado mês de abril e o arranque está previsto para o quarto trimestre de 2023.

A Repsol anunciou o investimento  de mais de 18 milhões de euros, na fábrica de polióis do seu Complexo Industrial em Tarragona.

A maior parte do investimento vai destinar-se à alteração da atual fábrica de polióis poliméricos, com a instalação de um segundo reator na linha de produção. A construção já iniciou no passado mês de abril e o arranque está previsto para o quarto trimestre de 2023.

“O objetivo é ampliar a gama de poliméricos de alta qualidade Alcupol®, para responder às necessidades dos clientes da indústria do poliuretano flexível, especialmente em produtos de aplicações de descanso, conforto, e do setor automóvel, como colchões, mobiliário e assentos”, refere a empresa.

A Repsol explica que a l​inha de produção contará com uma tecnologia própria, desenvolvida por cientistas do Repsol Technology Lab.

Antonio Portela, Diretor de Produtos Intermédios, diz que “o compromisso da Repsol em oferecer soluções aos nossos Clientes e à indústria do poliuretano, continua a ser a nossa principal motivação”.

O investimento no Complexo Petroquímico de Tarragona “reafirma a intenção da Repsol em  aumentar a diferenciação e a competitividade do seu portefólio de produtos, ao fabricar um produto considerado como especializado de alta qualidade”, segundo a empresa global multienergética que diz que lidera a transição energética com a ambição de atingir zero emissões líquidas até 2050.

 

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.

Moody’s coloca em revisão para melhoria o rating das obrigações hipotecárias cobertas do Novobanco

A classificação de hoje da Moody’s é colocada em revisão para atualização. Esta revisão está sujeita ao esclarecimento do emitente sobre o compromisso de sobrecolateralização na sequência da implementação da nova lei portuguesa de obrigações cobertas, que entra em vigor em julho, e que elimina qualquer requisito de sobrecolateralização para futuras emissões ao abrigo da nova lei.

Assista esta quinta-feira à JE Talks: Eficiência Energética

O Jornal Económico dinamiza esta quinta-feira uma conversa sobre as metas em torno da eficiência energética e quais os próximos passos que o tecido empresarial deve tomar. Assista a esta JE Talks moderada pelo jornalista José Carlos Lourinho a partir das 15h00.
Comentários