Requerimento ao Banco de Portugal. PSD quer saber o número de contratos de crédito à habitação e ao consumo

O PSD quer apurar qual é a “realidade em Portugal dos contratos de crédito à habitação, nas suas várias modalidades”.

O Partido Social Democrata (PSD) entregou na Assembleia da República um requerimento direcionado ao Banco de Portugal, no sentido de apurar qual é a realidade em Portugal dos contratos de crédito à habitação, nas suas várias modalidades”.

Além disso, os sociais-democratas também pretendem obter informação sobre o “número de contratos de crédito ao consumo com taxa variável e volume respetivo”.

No requerimento, que tem como primeiro subscritor o líder parlamentar Joaquim Miranda Sarmento, os deputados do PSD sublinham que, “na sequência da situação da pandemia e da guerra na Ucrânia, os valores da inflação iniciaram uma trajetória de crescimento mundial”.

Tendo em conta “a subida do índice de preços, o Banco Central Europeu tomou a decisão de subir as taxas de juro de referência, decisão esta que tem como consequência a subida das taxas de juro de mercado e, por isso, uma subida dos juros nos contratos de crédito habitação e nos contratos de crédito ao consumo”.

Como tal, o PSD entende que “importa perceber qual é a realidade em Portugal, apurando-se o número de contratos com taxa de juro indexada à Euribor e o número de contratos com taxa fixa”.

Recomendadas

EUA. Republicanos influenciarão política para a América Latina, diz analista

“O estado da Florida é um bastião Republicano com influência na política externa dos EUA na América Latina. E a vitória de DeSantis que garantiu a sua reeleição como governador, vai fazer eco na Casa Branca, especialmente nas relações com países como Cuba ou Venezuela”, argumentou Briscoe durante uma conferência virtual do International Crisis Group.

Marcelo avisa que “é preciso manter a democracia viva e repensá-la constantemente”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu hoje que “é preciso manter a democracia viva e repensá-la constantemente” para evitar o aparecimento de respostas “fora do sistema e quase à margem”.

PR espera “evolução positiva” no sentido da paz e estabilização em São Tomé e Príncipe

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou hoje preocupação face à tentativa de golpe de Estado que aconteceu em São Tomé e Príncipe, mostrando-se esperançado numa “evolução positiva” no sentido da paz.
Comentários