Premium“Revisão constitucional devia diminuir peso do Estado na economia”

A questão foi abordada em mais um debate no âmbito do ciclo Projetor 2030, promovido pela Associação Comercial do Porto. Cecília Meireles, Carlos Guimarães Pinto e Rafael Campos Pereira querem um Estado menos centralista e omnipresente.

A revisão da Constituição em curso pode ser um espaço para a diminuição do peso do Estado na sociedade em geral e na economia em particular, mas essa não parece ser uma preocupação central dos chamados partidos do arco da governação.

A antiga deputada do CDS-PP e ex-secretária de Estado do Turismo Cecília Meireles disse ao JE, sobre esta matéria, que “a revisão Constitucional podia ser usada para diminuir o peso do Estado na economia, mas, tal como está a ser discutida, não vai ser”. Cecília Meireles falava à margem do debate “Temos ou não Estado a mais?”, a que a Associação Comercial do Porto (ACP) regressou no âmbito no âmbito do Projetor 2030, uma iniciativa de que o JE é media partner e que pretende debater a gestão dos fundos estruturais.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Lagarde e o ‘whatever it takes’ para controlar a inflação. Ouça o podcast “Mercados em Ação”

No “Mercados em Ação”, podcast do JE, vai poder contar com a análise de especialistas em temas como ações e obrigações; investimento e poupança; BCE e FED; resultados e empresas; análises e gráficos.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Governo e sector social num impasse para acordo face a exigência de aumentos salariais

O princípio de acordo para o setor social está num impasse porque o reforço de verbas do Governo às instituições pressupõe aumentos salariais de 5,1%, o que levou as instituições a pedir a renegociação e apresentar uma proposta conjunta.
Comentários