Revista de imprensa internacional: as notícias que estão a marcar a atualidade global

Bombardeamentos levam a encerramento de reator nuclear durante visita de peritos da ONU; Sarah Palin perde as eleições do Alasca; Médico britânico voluntário morto na Ucrânia.

“Reuters” – Bombardeamentos levam a encerramento de reator nuclear durante visita de peritos da ONU

Um reator no complexo da central nuclear de Zaporizhzhia foi encerrado esta quinta-feira devido a bombardeamentos russos pouco antes de uma equipa de peritos nucleares da ONU visitar o local.

Ambos os lados acusaram-se mutuamente de tentarem sabotar a visita da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) à central nuclear de Zaporíjia, no sul do da Ucrânia, que é controlada pelas forças russas.

Um repórter da “Reuters” noticiou que, perto da fábrica, um edifício residencial foi atingido por bombardeamentos, forçando as pessoas a abrigarem-se numa cave.

 

“The Guardian” – Sarah Palin perde as eleições do Alasca

A democrata Mary Peltola ganhou as eleições especiais para a única sede da Câmara dos EUA no Alasca, derrotando a republicana Sarah Palin, que procurava um regresso político ao estado onde chegou a ser governadora.

Peltola, que é Yupik, tornar-se-á a primeira nativa do Alasca a servir na Câmara e a primeira mulher a ocupar o lugar.

A vitória de Peltola é tida como um trunfo para os democratas.

 

“The Guardian” – Médico britânico voluntário morto na Ucrânia

Um médico britânico morreu enquanto fazia voluntariado na Ucrânia.

Craig Mackintosh, de Thetford, Norfolk, morreu “no cumprimento do dever” no dia 24 de agosto, revelou a sua irmã Lorna Mackintosh, que iniciou uma angariação de fundos na GoFundMe para levar o corpo do seu irmão de volta para o Reino Unido.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido disse que está a apoiar a família.

Recomendadas

Ministra sinaliza que trabalhadores que recebem salário mínimo não terão perda de poder de compra em 2023

Vem aí uma “negociação intensa”, antecipou a ministra do Trabalho, à saída da reunião em que apresentou aos parceiros sociais as propostas do Governo para o acordo de rendimentos. Entre elas, está a vontade que o salário mínimo suba mais do que a inflação.

Fenadegas pede apoio para adegas cooperativas e produtores de vinho

A Fenadegas diz que “contrariamente às expetativas criadas, nas medidas anunciadas pelo governo para colmatar os efeitos negativos desta crise, não foi previsto nenhum apoio específico para os produtores de vinho e suas unidades de vinificação”.

Goldman Sachs prevê queda de 1% do PIB da zona euro até ao segundo trimestre

“Os sectores químico e automóvel da Alemanha confirmam que o ritmo de paralisações por causa do aumento dos custos de energia provavelmente acelerará”, reforçam os economistas do Goldman Sachs.
Comentários