Rock in Rio. Novo “Dá Rock” chega a 2 de janeiro

Se o Pai Natal não lhe deixou um Cartão Dá Rock do Continente no sapatinho, não perca a esperança. A primeira edição esgotou, mas vem aí uma segunda vaga já no dia 2 de janeiro.


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

O Continente, patrocinador oficial do Rock in Rio-Lisboa, anunciou que vai lançar uma nova edição do cartão que dá acesso ao Rock in Rio-Lisboa 2016 já no dia 2 de janeiro, em hipermercados daquela cadeia e também no site da insígnia (sem custos de entrega).

Segundo a organização, o Cartão “Dá Rock” do Continente esgotou em menos de um mês, mas será lançada uma nova edição deste cartão que “garante o acesso a um dos cinco dias do evento”, explica em comunicado.

A aquisição do cartão permite acumular 25% do valor do bilhete no cartão de fidelização daquela rede de hipermercados.

O Cartão “Dá Rock” garante o acesso a um dos cinco dias do Rock in Rio-Lisboa e não é necessário trocar por um bilhete. O cartão é ativado numa página criada para o efeito a partir da data de venda oficial dos bilhetes e até 31 de março de 2016. O cartão dará entrada na “cidade do rock”, nome que o Parque da Bela Vista, em Lisboa, recebe durante este festival bienal.

A 7.ª edição do Rock in Rio-Lisboa será dedicada à comemoração dos 30 anos do evento e está marcada para os dias 20, 21, 26, 27 e 28 de maio de 2016. Do cartaz fazem parte Queen+Adam Lambert (que atuam a 20 de maio), Hollywood Vampires (no Palco Mundo a 27 de maio) e Maroon 5 (28 de maio).

Além destes artistas a organização do festival anunciou, também, o espetáculo “Rock in Rio – O Musical”, que abrirá o Palco Mundo nos cinco dias de evento.

A data de arranque das vendas de bilhetes para o festival ainda não foi anunciada.

OJE

Recomendadas

Premium“O desenho pode ser um ponto de partida para começar uma coleção”

“Os portugueses conhecem os seus artistas, respeitam-nos e valorizam-nos”. Palavra de curadora, que é também diretora da única feira dedicada ao desenho em Portugal. Mónica Álvarez Careaga fala ao JE na identidade muito própria da Drawing Room Lisboa e da sua crescente “portugalidade”, que considera ser o reconhecimento de “várias gerações de excelentes artistas” portugueses.

PremiumSom harmonioso

Desenvolvido em segredo, o Co-Axial Master Chronometer Calibre 1932 é o primeiro movimento de relojoaria do mundo a fundir as funções de cronógrafo e de repetidor de minutos, necessitando do seu próprio “cérebro” mecânico para fazer soar o tempo decorrido.

PremiumSobre a necessidade de reinvenção de um continente no século XXI

Uma reportagem recente de um consórcio nacional de jornalistas trouxe para a luz do dia a existência de um número verdadeiramente assustador de elementos das forças de segurança portuguesas que não honram a farda, semeando o ódio, incentivando à violência e demonstrando um feroz racismo, quer contra cidadãos de etnia cigana, quer contra negros.