Roménia: Presidente nomeia Sorin Grindeanu para primeiro-ministro

Indigitação do novo candidato apresentado pelo partido social-democrata romeno põe fim à instabilidade política após as legislativas.

O presidente romeno Klaus Iohannis Iohannis nomeou, esta sexta-feira, Sorin Grindeanu como novo primeiro-ministro. A escolha do social-democrata põe fim à incerteza que se instalou no país após as eleições de 11 de dezembro.

A indigitação de Sorin Grindeanu aparece depois desta terça-feira, Klaus Iohannis ter rejeitado, sem dar qualquer explicação, a nomeação da candidata de esquerda apresentada pelo do Partido Social Democrata, Sevil Shhaideh, que teria sido a primeira mulher e primeira muçulmana a liderar o governo do país.

O PSD foi o partido mais votado nas legislativas romenas com 45% dos votos e em conjunto com a Aliança de Liberais e Democratas, tem maioria absoluta no Parlamento. O líder do partido, Liviu Dragnea está impedido por lei de exercer funções legislativas, por estar a cumprir uma pena suspensa de dois anos por envolvimento num caso de fraude eleitoral em 2012 relacionado com um referendo contra o antigo presidente, Traian Basescu.

O ex-ministro das comunicações, Sorin Grindeanu, tem agora 10 dias para obter o voto de investidura parlamentar sobre o programa e a lista de novo governo.

Recomendadas

Lavrov acusa os EUA de “brincarem com o fogo” em Taiwan

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov, criticou este sábado os Estados Unidos por terem “brincado com o fogo” em Tawain. Estas declarações foram proferidas num encontro das Nações Unidos. De acordo com a Reuters, o discurso deste responsável russo ficou marcado por duras críticas a Washington, tendo Sergei Lavrov acusado os Estado Unidos […]

Irão promete “resposta proporcional” à redução dos laços com a Ucrânia

A Ucrânia decidiu reduzir os laços diplomáticos com o Irão, depois de ter sido noticiado que esse país forneceu drones à Rússia. Este sábado, o Irão veio prometer uma “resposta proporcional”.

Sondagem: Lula já tem 46% das intenções de voto. Bolsonaro estável nos 35%

Lula da Silva continua a ser o candidato mais popular, na corrida à Presidência brasileira. Tem agora 46% das intenções de voto, estando 11 pontos acima de Jair Bolsonaro.
Comentários