Ronaldinho falha Web Summit por ter passaporte apreendido pela justiça

O ex-jogador de futebol brasileiro ainda não pagou uma multa no valor de dois milhões de euros por uma construção ilegal numa zona ambiental, o que levou à apreensão do seu passaporte.

Cristina Bernardo

O ex-jogador de futebol brasileiro Ronaldinho Gaúcho não vai estar presente na edição da Web Summit deste ano, por ter o passaporte apreendido pela justiça brasileira. Ronaldinho Gaúcho ainda não pagou uma multa no valor de dois milhões de euros por uma construção ilegal numa zona ambiental, o que levou à apreensão do seu passaporte.

O anúncio foi feito pelo presidente executivo do evento, Paddy Cosgrave, na sua conta da rede social Twitter. “Sem passaporte, não há Web Summit para o Ronaldinho, infelizmente. Haverá sempre o próximo ano”, escreveu Paddy Cosgrave.

Segundo a imprensa brasileira, Ronaldinho Gaúcho e o seu irmão, Roberto Assis Moreira, têm os passaportes apreendidos “devido à falta de pagamento de uma dívida referente a um processo por danos ambientais”. O passaporte ter-lhe-á sido apreendido dada a “dificuldade comprovada” de o intimar a si e o seu irmão por serem “fotografados rotineiramente em diferentes lugares do mundo”.

A edição deste ano realiza-se entre segunda-feira e quinta-feira, no Altice Arena e na FIL no Parque das Nações. A cimeira tecnológica, de inovação e de empreendedorismo Web Summit nasceu em 2010 na Irlanda e mudou-se em 2016 para Lisboa, devendo permanecer na capital portuguesa até 2028.

Recomendadas

Manchester City contrata advogado de Boris Johnson no ‘Partygate’. Lord Pannick cobra 450 mil euros por semana

O clube inglês está empenhado em defender-se das acusações da Premier League sobre a violação das regras do fair-play financeiro e conta com os serviços do advogado que anulou a decisão do Tribunal Arbitral do Desporto em 2020, de proibir o Manchester City de participar nas provas da UEFA durante dois anos.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Plano secreto da Arábia Saudita para organizar o Mundial vale milhares de milhões de euros

O reino saudita ofereceu-se para pagar os estádios à Grécia e ao Egipto, países que estão a preparar a candidatura em conjunto com os sauditas para 2030.
Comentários