PSD: Rota da Ryanair na Madeira “é mais uma promessa do Governo Regional cumprida”

Jaime Filipe salientou ainda que a Ryanair “não é uma empresa qualquer”, por ter a “capacidade de fornecer ao madeirense um preço mais competitivo”. Neste âmbito, o deputado social-democrata lamentou “o abuso comercial de uma companhia dominante e estatal, a qual é a maior especuladora de preços ao nível do transporte aéreo entre a Madeira e o continente, que é a TAP”.

O deputado do PSD Jaime Filipe Ramos apresentou na Assembleia Legislativa da Madeira um voto de congratulação pelo início da operação da companhia aérea Ryanair na região autónoma, destacando o trabalho do Governo Regional neste sentido.

O deputado social democrata destacou, na reunião plenária de quinta-feira, dia 31 de março, que no programa de governo o transporte e a mobilidade aérea foram prioritários, sendo que a rota, que teve início na passada terça-feira, 29 de março, constitui “mais uma promessa do Governo Regional cumprida, que esperamos que venha contribuir para a competitividade do destino”, vincou.

“Este é um trabalho que também teve envolvimento do Turismo de Portugal e da ANA, mas da qual o Governo Regional nunca abdicou e lutou para que tal fosse possível”, acrescentou Jaime Filipe Ramos.

O parlamentar salientou ainda que a Ryanair “não é uma empresa qualquer”, por ter a “capacidade de fornecer ao madeirense um preço mais competitivo”. Neste âmbito, o deputado social-democrata lamentou “o abuso comercial de uma companhia dominante e estatal, a qual é a maior especuladora de preços ao nível do transporte aéreo entre a Madeira e o continente, que é a TAP”.

O deputado do JPP Rafael Nunes também interferiu durante o voto, e reconheceu que a atração de novas empresas e novas rotas “é sempre algo positivo e a congratular”.

Rafael Nunes afirmou que “a Ryanair disse que não voaria para a Madeira devido às elevadas taxas aeroportuárias”, tendo aparentemente reconsiderado através da negociação de um desconto. “Não sabemos qual é este desconto dado apenas à Ryanair”, ironizou.

O deputado alertou ainda para a questão do cancelamento de voos causado pela inoperacionalidade do aeroporto, problema que demonstra, a seu ver, “a falta de ação governativa na implementação do plano de contingência e uma falta de proatividade da maioria em resolver esta questão”, concluiu.

 

 

Recomendadas
médicos

Greve dos trabalhadores da saúde na Madeira antecipada para quinta-feira

A greve dos trabalhadores do sector da Saúde na Madeira foi antecipada para 30 de junho, visto que 1 de julho, o dia convocado para a paralisação, é feriado regional, o Dia da Região, informou esta quarta-feira um sindicato. “Devido ao feriado na região no dia 1 de julho, a greve de âmbito nacional na […]

Majoração de 2% nos apoios sociais aos residentes das Regiões Autónomas entra em vigor amanhã

A resolução da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira n.º 13/2022/M, de 29 de junho, publicada esta quarta-feira em Diário da República, prevê, que à semelhança de outros apoios e majorações, também os apoios sociais da Segurança Social tenham uma majoração para os residentes das Regiões Autónomas.

Preço médio dos arrendamentos aumentou 4,2% na Madeira

A RAM foi a terceira região do país das NUTS III (que compreendem 25 regiões) com o valor mediano das rendas mais elevado (6,98 euros/m2), atrás da Área Metropolitana de Lisboa (9,10 euros/m2) e do Algarve (7,12 euros/m2). A média nacional corresponde a 6,16 euros/m2.
Comentários