Royal De Heus adquire luso-espanhola Núter

A holandesa Royal de Heus anunciou ter fortalecido a sua posição na Europa através da aquisição da empresa luso-espanhola Núter.


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A Royal De Heus opera no setor da nutrição animal e a Núter está em Portugal sob a designação Saprogal, cujas principais marcas são a Biona e a CUF. Esta operação financeira está alinhada com a estratégia de expansão internacional da De Heus.

A Núter é participada por um consórcio de investidores financeiros e detentora do capital da Saprogal Portugal. Apresenta um volume anual de vendas consolidado de um milhão de toneladas de ração animal.

A Núter, com a Saprogal Portugal, é a segunda maior empresa de nutrição animal da Península Ibérica, um mercado que movimenta um volume de produção na ordem dos 25 milhões de toneladas por ano, dos quais aproximadamente 10 milhões são transacionados no mercado livre.

A Núter emprega, na Península Ibérica, 500 profissionais e opera doze centros de produção, estrategicamente localizados nas principais zonas pecuárias de Portugal e Espanha, o que lhe permitiu criar e gerir uma forte rede de distribuição.

A empresa produz e comercializa uma gama completa de rações para diferentes categorias de animais: bovinos de carne, bovinos de leite, aves, suínos, coelhos, ovinos, caprinos, cavalos e animais de estimação. Em Portugal, a Núter opera sob a designação Saprogal, sendo a Biona e a CUF as principais marcas. Em Espanha, as principais marcas são a Biona e a Passaranda.

Esta operação, que faz parte da estratégia de crescimento internacional da Royal De Heus para o mercado da nutrição animal, converte a organização holandesa no segundo maior player da Península Ibérica e é mais um passo no objetivo de consolidação global do mercado de rações para animais, explica comunicado de imprensa.

“A Núter é uma empresa bem gerida e de sucesso. Como a De Heus, está focada em rações animais para produtores pecuários independentes. Uma vez que as nossas atividades e abordagem ao mercado são altamente consistentes e próximas, estamos convictos de que a complementaridade vai ser total.

Ter a De Heus como acionista estratégico a longo prazo só vai fortalecer a Núter. Por outro lado, a De Heus vai beneficiar do conhecimento e experiência da Núter, por exemplo, na área de bovinos destinada à produção de carne, na área de ovinos e caprinos ou através da mobilização de profissionais espanhóis e portugueses para a América Latina”, explica Co de Heus, administrador-delegado da Royal De Heus.

A De Heus e a Núter complementam-se na perfeição. Ambas as empresas detêm um conhecimento altamente especializado sobre nutrição animal em todas as áreas da pecuária. Este conhecimento será partilhado e aprofundado, através da rede internacional e o centro especializado da De Heus. Esta sinergia vai permitir à Núter aumentar o seu know-how na área da nutrição animal, tecnologia e automação da produção. É igualmente expectável uma aceleração do processo de inovação de produtos, upgrade na consultoria a clientes e otimização dos processos de produção. A Núter vai manter a atual equipa de gestão.

“A De Heus não tinha atividade em Espanha e Portugal. Nos últimos anos, a atual direção da Núter tem operado de forma independente e conseguido um excelente desempenho, num mercado exigente. Além disso, a De Heus defende que as unidades locais devem ser geridas por profissionais locais. Eles, melhor que ninguém, conhecem o mercado, falam a língua e entendem a cultura”, considera Co de Heus, administrador-delegado da Royal De Heus.

“Fico orgulhoso por a Núter ir integrar o Grupo De Heus. A De Heus é o acionista ideal para a Núter. Com o seu conhecimento e visão de longo prazo, a De Heus vai ajudar a Núter a passar para a próxima fase do seu nível de desenvolvimento. Estamos com muita esperança e energia para o futuro”, explica Julio Muñoz, presidente da Núter.

OJE

Recomendadas

AdC acusa Cabelte, Quintas e Quintas e Solidal de cartel em contratação pública lançada pela REN

AdC acusa as empresas fornecedoras de cabos de Muito Alta Tensão de acordo anticoncorrencial em procedimentos de contratação pública, num concurso lançado pela REN.

Ibersol com lucros de 14,6 milhões de euros até setembro

A Ibersol registou nos primeiros nove meses deste ano lucros consolidados de 14,6 milhões de euros, que comparam com prejuízos de mais de 20 milhões de euros no período homólogo.

Greve na CP e IP suprimiu 701 comboios até às 18h00

A greve dos trabalhadores da CP – Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) levou à supressão de 701 comboios da CP entre as 00h00 e as 18h00.