Rui Rio em isolamento profilático até ao final da próxima semana

O presidente do PSD está em isolamento profilático pela segunda vez este ano, depois de ter estado em quarentena em janeiro também após um contacto de risco.

O presidente do PSD, Rui Rio, encontra-se em isolamento profilático depois de ter tido um “contacto de risco no agregado familiar”, mas está sem sintomas de covid-19, informou hoje o partido.

Através de uma nota enviada à Lusa, o PSD indica que o líder “encontra-se neste momento em isolamento profilático, depois de ter tido um contacto de risco no agregado familiar” com uma pessoa com covid-19.

“De acordo com as normas da DGS, Rui Rio estará em confinamento até ao final da próxima semana”, acrescenta.

Fonte oficial disse à Lusa que Rui Rio está sem sintomas e também já foi vacinado com a dose de reforço da vacina contra a covid-19.

O presidente do PSD está em isolamento profilático pela segunda vez este ano, depois de ter estado em quarentena em janeiro também após um contacto de risco.

A covid-19 provocou mais de 5,37 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.840 pessoas e foram contabilizados 1.253.094 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, classificada como preocupante pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de novembro, foram notificadas infeções em pelo menos 89 países de todos os continentes, incluindo Portugal.

Recomendadas

Covid-19: Vacinação pode ser necessária durante décadas, especula agência europeia

A diretora do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC, na sigla em inglês), Andrea Ammon, disse hoje que a vacinação contra a covid-19 poderá continuar a ser necessária durante várias décadas.

APAVT diz que é fundamental poder prorrogar pagamento de dívida contraída na pandemia

A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) considera ser fundamental a possibilidade de prorrogar o pagamento do serviço da dívida contraída na pandemia, dado que os processos de recapitalização para as empresas não tiveram sucesso.

Covid-19: China anula várias medidas de prevenção e sinaliza fim da estratégia ‘zero casos’ (com áudio)

O Conselho de Estado (Executivo) anunciou que quem testar positivo para o vírus pode, a partir de agora, cumprir isolamento em casa, em vez de ser enviado para instalações designadas, muitas vezes em condições degradantes.
Comentários