Russell 2000 em máximos históricos após onze sessões consecutivas com ganhos

Índice que agrupa as duas mil maiores ‘small caps’ nos EUA bateu máximos na última sessão, a beneficiar da eleição de Trump e da valorização do dólar.

O ‘Russell 2000’, o índice norte-americano que agrupa 2.000 pequenas empresas (small caps), bateu máximos históricos na passada sexta-feira, ao fechar a sessão a valer 1.317,14 pontos.

Desde três de novembro, quando valia 1155,85 pontos até à sexta-feira passada, já são 11 sessões consecutivas a fechar com ganhos. Neste período, o ‘Russell 2000’ acumula uma valorização de 13,95% e desde 2003 que não registava uma série tão longa de sessões com ganhos.

Pequenas empresas, incluindo bancos regionais, continuam a valorizar. Estas ações subiram acentuadamente desde a eleição presidencial e estão agora em níveis recordes.

“Algumas das propostas que o presidente eleito Donald Trump prometeu, especificamente a desregulamentação e também algumas propostas comerciais, são melhores para as pequenas empresas do que potencialmente para as grandes”, disse Katie Nixon, diretora de investimentos da Northern Trust, citada pela CNBC.

O dólar não estava tão forte desde o início de 2003, e isto afeta grandes empresas multinacionais porque pode prejudicar as vendas fora dos EUA, mas é menos problemático para as pequenas empresas norte-americanas que vendem maioritariamente no mercado nacional.

“Assiste-se a uma mudança de paradigma no mercado de ações. Um dólar forte não prejudica tanto estas empresas comparativamente com as grandes. Ao contrário das cotadas no S&P 500, elas não fazem 40% das vendas no exterior”, afirmou Art Hogan, estrategista-chefe de mercado da Wunderlich Securities, citado pela CNBC.

Por ‘pequenas empresas’, considera-se empresas com capitalização superior a 300 milhões de dólares e inferior a 2.000 milhões de dólares.

Apesar do ‘Russell 2000’ ser um índice para ‘pequenas empresas’, muitas delas em início de vida, se as cotadas que compõe o PSI 20 fossem exportadas para as praças de Wall Street, todas elas entrariam neste índice, exceto as duas EDP’s, a Galp, a Jerónimo Martins e a NOS.

 

Recomendadas

Novabase suspende programa de recompra de ações

A tecnológica já tinha suspendido o programa em junho, tendo depois voltado a retomá-lo. Segundo informação publicada nessa altura, o programa estava previsto durar até 31 de dezembro de 2023.

Encarnado toma conta de Wall Street no fecho da sessão

Mesmo as ações da Taiwan Semiconductor Manufacturing, que negoceia no Dow Jones, caíram mais de 3% apesar de a empresa ter anunciado um investimento de 40 mil milhões de dólares no Arizona, o maior de sempre neste estado norte-americano.

Europa fecha em queda e PSI não é exceção. Juros soberanos em queda

As bolsas europeias fecharam em queda influenciadas pelos indicadores do Estados Unidos que sugerem maior agressividade na subida dos juros do outro lado do Atlântico.
Comentários