Rússia: Bolshoi cancela espectáculos de realizadores críticos da guerra

As produções de Timofey Kuliabin e de Kirill Serebrennikov caíram da agenda do célebre Bolshoi, em Moscovo.

Alexander Zemlianichenko/AP

O célebre Teatro Bolshoi anunciou o cancelamento de uma série de espetáculos agendados para esta semana de realizadores que se pronunciaram publicamente contra a guerra na Ucrânia, segundo conta a “Reuters” esta segunda-feira, 2 de maio.

A ópera “Don Pasquale”, produzida por Timofey Kuliabin, e “Nureyev”, de Kirill Serebrennikov são, para já, os dois espectáculos que não se vão realizar na capital russa, tendo sido substituídos por “Spartacus” e “O Barbeiro de Sevilha”.

Serebrennikov pronunciou-se recentemente sobre a invasão russa, tendo afirmado que “é bastante óbvio que a Rússia começou a guerra”, numa entrevista concedida à “France 24”.

“É guerra, é matar pessoas, é a pior coisa (que) que pode acontecer com a civilização, com a humanidade. É uma catástrofe humanitária, são rios de sangue”, disse.

Na sua página de Instagram, Kuliabin também dedica várias imagens ao conflito em curso a leste da Europa, manifestando-se solidário com a Ucrânia.

Atualmente, os dois diretores estão fora da Rússia.

Na sequência do anúncio, centenas de criticas foram escritas na página do teatro, sobretudo de pessoas que tinham comprado bilhetes, a quem não lhes foi apresentado um motivo oficial.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por kuliabin (@kuliabin)

Recomendadas

Ministro dos Negócios Estrangeiros vai fazer visita de três dias a Cabo Verde

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, João Gomes Cravinho, chega na segunda-feira a Cabo Verde para uma visita oficial de três dias, que inclui encontros com o homólogo e também com o Presidente da República e primeiro-ministro cabo-verdiano. De acordo com uma nota do ministério, hoje divulgada, João Gomes Cravinho vai visitar as ilhas de […]

Ucrânia: Rússia destruiu 58 infraestruturas civis na região de Donetsk

A Polícia Nacional ucraniana informou que as tropas russas bombardearam nas últimas 24 horas 12 zonas residenciais da região de Donetsk, tendo destruído 58 infraestruturas civis.

Costa: “Portugal contribui para o reforço da fronteira Leste da NATO”

O primeiro-ministro usou o Twitter para deixar a mensagem de que Portugal “é solidário com a Polónia no seu apoio aos refugiados, [bem como] apoia a Ucrânia na sua luta pela paz e na preparação do seu esforço de reconstrução.”
Comentários