Rússia e EUA sublinham necessidade de negociar sobre a Coreia do Norte

Os chefes das diplomacias russa e norte-americana, Serguei Lavrov e Rex Tillerson, mantiveram hoje um contacto telefónico onde abordaram o programa nuclear norte-coreano, e concordaram na necessidade de iniciar uma fase de negociações, referiu Moscovo.

Kevin Lamarque/REUTERS

“As duas partes são da opinião que o programa de míssil nuclear norte-coreano é contrário às exigências do Conselho de Segurança da ONU”, indicou em comunicado o ministério russo dos Negócios Estrangeiros.

“Foi sublinhada a necessidade de passar de uma linguagem de sanções a um processo de negociações logo que possível”.

Lavrov “sublinhou uma vez mais que era inadmissível exacerbar as tensões em redor da península coreana através da retórica agressiva de Washington face a Pyongyang e pelo aumento dos preparativos militares na região”, acrescentou a mesma fonte, precisando que o contacto ocorreu por iniciativa de Washington.

Na sexta-feira, o Conselho de segurança da ONU adotou por unanimidade, devido ao apoio da China, uma resolução impondo novas sanções à Coreia do Norte, em particular restrições às importações de petróleo, crucial para os seus programas de mísseis e nuclear.

O presidente norte-americano Donald Trump ameaçou “destruir totalmente” a Coreia do Norte em caso de ataque contra os Estados Unidos, enquanto Pyongyang afirma que a comunidade internacional deve aceitar o país asiático como uma potência nuclear.

No domingo, Pyongyang qualificou as novas sanções como um “ato de guerra”.  Moscovo apelou a conversações entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos, alertando contra o “risco de uma escalada que escape ao controlo”. A Rússia criticou igualmente as manobras militares promovidas por Washington e Seul, considerando que provocavam Pyongyang.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.

Novo mecanismo de ‘financiamento verde’ para África faz primeiro negócio de 100 milhões

O Fundo de Liquidez e Sustentabilidade (LSF), criado pela UNECA e pelo Afreximbank, fez o seu primeiro negócio de 100 milhões de dólares, potenciando as emissões de dívida pública ‘verde’ dos países africanos, incluindo Angola.

China diz que repórter da BBC preso “não se identificou como jornalista”

A China disse hoje que o jornalista da BBC, detido no domingo, durante um protesto em Xangai, não se identificou como jornalista, após a cadeia televisiva britânica ter revelado que um dos seus colaboradores foi preso e “espancado” pela polícia.
Comentários