Rússia não teme eventual queda do preço do petróleo

O vice-primeiro-ministro russo considera que a cooperação com a OPEP “permitirá um equilíbrio” no valor do «ouro negro».

O vice-primeiro-ministro russo disse esta quarta-feira que a Rússia não teme uma possível queda no preço do petróleo, porque considera que determinadas previsões de mercado são improváveis.

“Há receios de que os preços caiam, mas temos reservas. Há uma compressão dos preços em que a extração e a venda de petróleo russo são rentáveis, de modo que não há pânico nem do governo nem das empresas de petróleo”, afirmou Dmitry Kozak, em entrevista ao canal de televisão local “Rossiya 24”.

O governante russo indicou ainda que os prognósticos de que o preço do barril de petróleo caia ao nível dos 30 dólares devido à redução da procura na China são “demasiado pessimistas” e a cooperação com a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) “permitirá um equilíbrio” no valor do «ouro negro».

Em relação ao Nord Stream 2, recentemente sancionado pelos Estados Unidos, Dmitry Kozak clarificou que a Rússia chegará a um compromisso com a União Europeia (UE), assim como chegou a um acordo relativo ao gás com a Ucrânia.

“Provavelmente, as pressões continuarão a crescer, mas o alcance dessas sanções também não é ilimitado, tendo em conta a posição dos principais países da UE, interessados em garantir a sua segurança energética”, explicou o vice-primeiro-ministro russo, em declarações à mesma estação televisiva.

Recomendadas

PremiumBCE e Fed avaliam peso da subida de juros e ritmo pode abrandar nas próximas reuniões

As atas das mais recentes reuniões de política monetária na zona euro e EUA mostram uma preocupação de ambos os bancos centrais com o abrandamento da economia, dando esperanças de subidas menos expressivas dos juros nos próximos meses, embora os sinais neste sentido sejam mais fortes do outro lado do Atlântico.

Musk tinha um plano para o Twitter? Veja as escolhas da semana no “Mercados em Ação”

Conheça as escolhas da semana do programa da plataforma multimédia JE TV numa edição que contou com a análise de Nuno Sousa Pereira, head of investments da Sixty Degrees.

PSI encerra no ‘vermelho’ em contra ciclo com a Europa

Lá fora, as principais praças europeias negociaram maioritariamente em terreno positivo. O FTSE 100 valorizou 0,32%, o CAC 40 ganhou 0,08%, e o DAX apreciou 0,01%. O espanhol IBEX 35 manteve-se estável.
Comentários