Russos ajudam na expulsão dos jihadistas de Palmira

Esta zona foi ocupada em 2015 pelos jihadistas mas o exército sírio conseguiu retomar o seu controlo há cerca de oito meses.

O Estado Islâmico abandonou hoje o centro da cidade síria Palmira, ocupada desde ontem.

Esta zona foi ocupada em 2015 pelos jihadistas mas o exército sírio conseguiu retomar o seu controlo há cerca de oito meses.

“Os raides violentos da aviação russa durante a noite sobre Palmira forçaram o Estado islâmico a sair da cidade, poucas horas depois de terem reentrado na cidade”, afirmou Rami Abdel Rahman, funcionário de uma organização não-governamental segundo a agência Lusa divulgada pelos meios de comunicação.

A Rússia teve uma actuação rápida que resultou na morte de vários combatentes do Estado Islâmico, no entanto não há informações para avançar com um número.

 

Recomendadas

Ucrânia. Maduro acusa EUA e Europa de “suicídio económico” para punir a Rússia

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou hoje os Estados Unidos e a Europa de optarem pelo “suicídio económico” com o propósito de punir Moscovo pela invasão da Ucrânia.

Apertem os cintos! Vamos agora aterrar em Santarém. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes” de Rui Calafate

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

Ucrânia. Giorgia Meloni garante a Kiev apoio do novo governo italiano

A líder do Irmãos de Itália (FdI), Giorgia Meloni, vencedora nas legislativas italianas no domingo, garantiu à Ucrânia que poderá contar com o total apoio do novo governo do país.
Comentários