Sabe quantos bombons com licor pode comer sem acusar no balão? A PSP responde

Sob o título “sabia que demasiados bombons de licor podem influenciar a taxa de alcoolemia?”, a PSP relembra ainda que a presença de entre 0,5 e 0,8 gramas de álcool por litro (g/l) de sangue corresponde a contraordenação grave e multa até 250 euros.

A PSP alertou hoje para o limite máximo de bombons com licor que se pode comer sem ultrapassar a taxa de alcoolemia, exemplificando que uma mulher de 55 quilos pode comer cinco e um homem de 75 quilos oito.

A explicação é dada numa infografia publicada hoje na rede social Facebook que refere que um homem de 75 quilos deve limitar-se a oito bombons de licor para continuar a conduzir.

No caso de uma mulher de 55 quilos a fasquia fica nos cinco bombons.

Sob o título “sabia que demasiados bombons de licor podem influenciar a taxa de alcoolemia?”, a PSP relembra ainda que a presença de entre 0,5 e 0,8 gramas de álcool por litro (g/l) de sangue corresponde a contraordenação grave e multa até 250 euros.

Entre 0,8 e 1,2 g/l trata-se de uma contraordenação muito grave e a multa a pagar pode ir até aos 500 euros, enquanto na presença de mais de 1,2 g/l existe crime, o que prevê um julgamento sumário em Tribunal.

Sabia que demasiados bombons de licor podem influenciar a taxa de alcoolemia? 1 – Condutores em regime probatório,…

Posted by Polícia Segurança Pública on Monday, 25 December 2017

Recomendadas

Comissões Diocesanas receberam 26 queixas de abusos até hoje

O ex-procurador-geral da República José Souto Moura revelou este sábado, em Fátima, que as Comissões Diocesanas de Proteção de Menores receberam, até hoje, 26 participações de abuso em todo o país.

Leiria quer base aérea de Monte Real no estudo de localização do novo aeroporto

A Câmara Municipal de Leiria reclamou junto da Comissão Técnica Independente (CTI) a construção do futuro aeroporto a norte do rio Tejo e a inclusão da Base Aérea de Monte Real no lote de localizações em análise.

Portugueses poupam a comprar em Espanha mas diferença de preço é menor

Os preços mais atrativos continuam a levar portugueses a atravessar a fronteira para fazer compras em supermercados espanhóis, mas a diferença tem-se esbatido e é sentida apenas em alguns produtos, como os de higiene ou detergentes, disseram à Lusa vários consumidores.
Comentários