Sacyr Somague ganha novas adjudicações de 95 milhões

Construtora ganhou empreitada para a remodelação integral do edifício Monumental por um prazo de 16 meses.

A Sacyr Somague acaba de conquistar dois novos contratos no Brasil e em Lisboa, que representam um total de 95 milhões de euros de carteira.

“A Sacyr Somague iniciou recentemente a obra do edifício Monumental, situado na Praça do Saldanha em Lisboa e consiste na remodelação integral do edifício de 42.000 mil metros quadrados, num prazo de 16 meses, e que permitirá convertê-lo num dos mais modernos e icónicos edifícios comercial e de escritórios de Lisboa, beneficiando da certificação ‘Leed Gold’, sendo o projeto de arquitetura de responsabilidade do ‘atelier’ Broadway Malyan”, destaca um comunicado da construtora.

De acordo com esse documento, o dono de obra é a Merlin Properties Monumental, SA, sociedade pertença da Merlin Properties, “que tem em Portugal um mercado estratégico, especialmente na área de logística, onde já tem projetos em desenvolvimento, assim como no setor dos escritórios, onde ambiciona a ser o principal ‘player’ do mercado nacional”.

“Entretanto no Brasil, contando com a participação a sua afiliada Sacyr Neopul, foram assinados os contratos para a execução das obras remanescentes dos lotes 1 e 2 da linha ferroviária Norte-Sul, numa extensão total de 390 quilómetros e atravessando os estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás, sendo o cliente a Rumo, um dos maiores operadores ferroviários de logística privada”, adianta o mesmo comunicado.

De acordo com os responsáveis da construtora, “com este contrato a Sacyr Somague reforça a sua presença no setor da obra metro-ferroviária no Brasil onde tem atualmente tem em execução projetos no valor de 845 milhões de euros”.

Com estas duas adjudicações, a Sacyr Somague eleva para 719 milhões de euros o valor dos novos contratos conseguidos ao longo de 2019, “(…) que permitem a consolidação da tendência de crescimento da atividade da empresa iniciado em 2018”.

Recomendadas

Teixeira Duarte passa de prejuízo a lucro de 3,6 milhões no primeiro semestre

A construtora Teixeira Duarte totalizou 3,6 milhões de euros de lucro no primeiro semestre, valor que compara com um prejuízo de aproximadamente 18,6 milhões de euros apurado em igual período do ano anterior, foi esta quinta-feira comunicado ao mercado.

Gonçalo Moura Martins defende que empresas portuguesas precisam de escala

O CEO da construtora falava num painel de empresários constituído por António Pires de Lima, CEO da Brisa, Jorge Rebelo de Almeida, presidente do Grupo Vila Galé, e Francisco Cary, administrador da Caixa Geral de Depósitos, sobre o atual contexto de crise.

Exportações portuguesas de metalurgia batem recorde mensal absoluto

As exportações portuguesas de metalurgia e metalomecânica atingiram em maio o recorde mensal absoluto de 2.135 milhões de euros, subindo 25% em termos homólogos e ultrapassando pela primeira vez os dois milhões, anunciou esta quinta-feira a associação setorial.
Comentários