SAD do Boavista considera OPA lançada por Gérard Lopez como “oportuna”

O Boavista Futebol Clube, Futebol SAD emitiu o Relatório do Conselho de Administração sobre a oportunidade e as condições da Oferta Pública de Aquisição (OPA), geral e obrigatória, sobre a sociedade, que foi anunciada pela Jogo Bonito Group Société à Responsabilité Limitée, sociedade de Gérard Lopez. A visada considera a OPA oportuna e espera pelo preço determinado por auditor independente para se pronunciar.

O Boavista Futebol Clube, Futebol SAD emitiu o Relatório do Conselho de Administração sobre a oportunidade e as condições da Oferta Pública de Aquisição (OPA), geral e obrigatória, sobre as ações representativas do capital social da sociedade, anunciada pela Jogo Bonito Group Société à Responsabilité Limitée, sociedade de Gérard Lopez.

No relatório “da visada”, a SAD do Boavista diz que foi “formalmente notificada a 28 de Julho” do Prospecto de Anúncio e do Prospecto da OPA. “Analisados os documentos da Oferta, e considerando as eventuais implicações para os acionistas, o Conselho de Administração da Sociedade Visada declara considerar a Oferta oportuna”, lê-se no relatório da visada.

O motivo para considerar a OPA oportuna é porque não afecta o normal funcionamento, desenvolvimento e recuperação da sociedade.

Jogo Bonito Group, de Gérard Lopez, anunciou o lançamento de uma OPA sobre 39,22% do capital e direitos de voto da Boavista SAD, depois de a CMVM ter concluído que o empresário espanhol já tinha mais de 50% do capital.

“A OPA foi lançada em resultado da imputação direta à Oferente de 50,78% do capital social e direitos de voto da Boavista Futebol Clube, Futebol SAD”, diz o relatório que explica que esta participação resultou da aquisição a 28 de Julho ao Boavista Futebol Clube e à BFC Investimentos de 1.777.300 ações da categoria B representativas dos 50,78% da SAD.

“Atendendo às sérias dificuldades financeiras que a sociedade visada tem enfrentado (e enfrenta), o Conselho de Administração considera também neste vector que a Oferta é oportuna, podendo contribuir de forma decisiva para a profissionalização, reestruturação, e recuperação económica e financeira” da Boavista Futebol Clube, Futebol SAD.

A OPA geral e obrigatória é dirigida às ações de categoria B não detidas pelo Jogo Bonito Group, que segundo o comunicado divulgado, através do regulador, é titular de 50,78% da Boavista SAD.

Ficam de fora as ações de categoria A, representativas de 10% do capital da SAD, que pertencem ao clube, conforme determina o regime jurídico das sociedades desportivas. A oferente terá de adquirir a totalidade das ações que forem objeto de aceitação da oferta pelos seus proprietários.

O preço a pagar pelas ações será definido por um auditor independente designado pela CMVM, por isso a administração da SAD do Boavista diz que “pronunciar-se-á oportunamente sobre o valor da contrapartida que vier a ser determinada pelo auditor independente que for designado pela Ordem dos Revisores Oficiais de contas.

O empresário empresário espanhol-luxemburguês, que detém 88% do capital do Jogo Bonito Group, é também dono do clube francês Bordéus e do belga Mouscron. É fundador da Mangrove Capital Partners e foi presidente do conselho de administração da equipe Lotus F1 Team da Fórmula 1. Além do desporto, tem também investimentos em empresas tecnológicas, na área financeira e de energia.

O Jornal Económico deu em primeira mão que a CMVM investigou a entrada de Gerárd Lopez na Boavista SAD em 2021, por suspeitar que já detinha mais de 50% da sociedade.

Recomendadas

Atlético de Madrid contrata novo craque, mas não é para jogar à defesa

Luva de Pedreiro, nome artístico de Iran Ferreira, ganhou fama nas redes sociais ao partilhar vídeos onde mostra as suas capacidades com a bola de futebol nos pés.

O modelo de negócio para o futebol do empresário americano que esteve interessado no Benfica

John Textor apresenta um modelo que poderá permitir baixar os custos com transferências e contratos dos atletas, na procura de fazer frente aos clubes mais ricos. O empresário presente nos campeonatos de Inglaterra, Brasil e Bélgica e agora parece próximo de chegar à liga francesa.

Liga Portugal lança campanha contra o ódio no futebol

“Mais Futebol, Menos Ódio” é o nome da nova campanha de sensibilização sobre as manifestações de ódio aos intervenientes do jogo. Será notória ao longo de toda a segunda jornada das competições profissionais.
Comentários