Saiam da frente: Vem aí o iCar

A empresa da maçã não nega nem confirma o rumor de já ter contratado engenheiros e designers com o objetivo de criar o seu próprio carro elétrico autónomo, conhecido por “Project Titan”.

Steve Kenner, diretor de Integridade e Produtos da Apple enviou uma carta ao governo dos EUA para garantir que não serão colocados obstáculos aos veículos automáticos do futuro. A gigante tecnológica deixa clara a sua opinião na carta afirmando que o carro automático tem o potencial de “melhorar a experiência humana ao volante”, demonstrando por este meio o seu interesse nos campos que unem a inteligência artificial ao transporte.

Neste sentido, a Apple pediu aos legisladores que não colocassem obstáculos à invenção e que “tratassem de igual modo os novos agentes que possam vir a entrar no ambiente da mobilidade e os fabricantes de automóveis existentes”.

Kenner relembra que o carro automático tem uma grande capacidade na prevenção de milhões de acidentes e mortes relacionadas com a condução.

Quanto ao debate acerca da segurança dos mesmo, o diretor realça que “temos de ter muito cuidado com os algoritmos do computador que afetam diretamente as decisões legais da própria segurança dos ocupantes e da sua privacidade”.

Tim Cook, o diretor da empresa, avança que “quer ir para além da implantação de smartphones Apple” no sistema Infotainment dos carros.

A empresa da maçã não nega nem confirma o rumor de já ter contratado engenheiros e designers com o objetivo de criar o seu próprio carro elétrico autónomo, conhecido por “Project Titan”.

Apesar de há umas semanas se ter revelado que a empresa abandonou o projeto, foram estabelecidos contactos com algumas marcas em busca de parcerias, como a BMW, Ford ou McLaren, segundo o jornal Expansión, mas a empresa não avança novidades.

Segundo reporta o mesmo jornal, a rentabilidade de um carro é mínima comparada com a de um Iphone, e essa é uma razão que fundamenta o porquê de outras empresas tecnológicas como a Google e a Samsung procurarem alianças com grupos de fabricantes de automóveis tradicionais.

A única certeza que é divulgada é a de que o carro autónomo se converterá num smalldata que envia dados entre si e os relaciona com as infraestruturas.

Esse fluxo de dados é o que interessa às empresas de serviços, incluindo aos próprios fabricantes de automóveis, pois servem de base para proporcionar novos serviços aos clientes.

Recomendadas

BNA levanta suspensão da participação no mercado cambial imposta ao Finibanco Angola

O Finibanco Angola tinha sido suspenso de participar no mercado cambial, por um período de 45 dias, pelo Banco Nacional de Angola (BNA), depois de o supervisor bancário angolano detectar incumprimentos durante uma inspecção pontual, em meados de agosto.

“Café com o CEO”. Assista à conversa com o Dr. Luís Teles, em direto a partir de Luanda

“Café com o CEO” é uma iniciativa promovida pela empresa angolana E.J.M, fundada por Edivaldo Machado em 2012, que procura dar a conhecer os líderes que estão a dar cartas em Angola e outros países da Lusofonia. Assista à sessão em direto de Luanda, capital angolana.

Rogério Carapuça: “Há que estar entre os primeiros, não ser o primeiro dos últimos”

O presidente da APDC considera que o desenvolvimento do sector das TIC se dá a um ritmo saudável apesar dos obstáculos concretos que ainda impedem o país de estar entre os melhores classificados. A capacitação e qualificação das pessoas e das empresas são desafios no topo da agenda, mas a simplificação é palavra de ordem para abandonar o paradigma da burocracia que assombra os serviços públicos, alerta Rogério Carapuça.
Comentários