Saiba os direitos e deveres de viver em condomínio

Conheça algumas das dúvidas mais comuns.

São as obras, os ruídos, as dívidas ao condomínio que provocam diversos desentendimentos e, por vezes, discussões entre vizinhos. E quando não há regras que possam resolver a questão, torna-se um momento muito conturbador na vida destes consumidores.

Conheça algumas das dúvidas mais comuns:

“Moro no rés-do-chão, necessito de pagar as despesas e reparações envolventes com o elevador?”

Imaginemos que existe alguma possibilidade de utilizar o elevador, nesse caso sim. Por exemplo, dirigir-se até ao sótão, a uma arrecadação, ou a uma área comum. Não basta dizer que não irá utilizar o elevador nesses casos, porque ninguém estará a controlar se realmente utiliza ou não. Portanto, desde que haja uma possibilidade remota de utilizar o elevador, é necessário comparticipar as despesas envolventes.

“O condomínio pode exigir o pagamento de quotas para a realização de obras?”

Pode, desde que em causa estejam a reparação ou conservação do condomínio. Na maioria das situações, salvo exceções que necessitam de intervenção de forma urgente, esta situação é aprovada em pelos condóminos

“Quero fechar a varanda do meu apartamento, tenho de pedir autorização ao condomínio?”

Sim. Uma vez que altera a estética do prédio o condomínio tem de dar aprovação primeiramente.

“Pode ser afixado o nome dos condóminos que não pagam ou que sejam devedores ao condomínio?”

Não! Todos os condóminos têm direito à sua privacidade e/ou confidencialidade dos seus dados pessoais.

Se tiver dúvidas, contacte-nos. Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço eletrónico deco.madeira@deco.pt. Pode também marcar atendimento via Skype. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin, Youtube e no nosso site DECO!

 

 

 

 

Recomendadas

Vai de férias? 20 dicas para se proteger a si e à sua casa

Portugal está entre os países mais seguros do mundo, mas o número de furtos aumentou no ano passado, em relação ao ano anterior. Com a chegada do verão, grande parte da população vai para férias e nunca é demais precaver-se contra eventuais furtos.

DECO questiona porque Espanha reduz IVA para 5% e Portugal não

“O pagamento da fatura de eletricidade e gás tem um peso considerável no orçamento das famílias portuguesas, pelo que consideramos que a redução do IVA é uma medida adequada, necessária e urgente”, escreve a DECO.

Dez dicas para poupar em tempo de férias

Com a ajuda da ‘Selectra’, ajudamos a planear o seu orçamento para que consiga aproveitar o melhor desta estação sem ter de gastar muito dinheiro, recorrendo a dez dicas que vão desde a utilização do esquentador à forma como deixa os seus aparelhos eletrónicos antes de ir de férias.
Comentários