Saiba quais são as IPO que os investidores não vão quer perder no próximo ano

2017 foi um ano em grande para os investidores, com várias empresas a distribuírem ações na bolsa de valores. Para o próximo ano, os analistas prevêem que mais empresas venha a manifestar a intenção de se tornarem sociedades abertas.

O ano de 2017 fica para a história como um dos anos em que mais empresas aderiram à abertura de capital. Pela primeira vez, vários proprietários de empresas renunciaram a parte da sua propriedade em favor de acionistas em geral, passando as suas empresas a distribuir ações na bolsa de valores. A expectativa dos analistas é que este fenómeno venha a aumentar ainda mais no próximo ano.

Através da chamada Initial Public Offering (IPO, Oferta Pública Inicial, em inglês), a aquisição de partes consideráveis de empresas, até então fechadas a novos acionistas, permitiu este ano movimentar cerca de 55 mil milhões de dólares (46 mil milhões de euros). Em comparação com o ano anterior, foi mais 18 mil milhões de dólares (15 mil milhões de euros), o que permitiu eclipsar os ganhos registados na América do Norte com este tipo de operações.

A contribuir para o aumento das ofertas públicas iniciais esteve o otimismo gerado por um crescimento económico mais pujante, que permitiu aliviar as preocupações políticas, numa altura em que o Reino Unido negoceia a sua saída do bloco europeu e a Espanha enfrenta os intentos separatistas da Catalunha.

“A expectativa é de que o número de de IPOs em 2018 supere o de 2017. Além disso, prevê-se que as ofertas públicas iniciais sejam mais diversificadas em termos geográficos, setoriais, apoio acionista e investimentos corporativos”, explica à agência ‘Bloomberg’, Achintya Mangla, gestor do mercados de capital de ações da JPMorgan Chase & Co na Europa, Oriente Médio e África.

Em Portugal, a Raize, plataforma de empréstimos coletivos, está a preparar a candidatura para integrar o mercado de capitais num dos índices alternativos da Euronext. Já a Sonae Indústria pode vir a subir ao principal índice nacional, PSI 20, depois de ter vindo a valorizar imenso desde o ano passado, após 8 anos de prejuízos. A empresa tem atualmente uma capitalização de cerca de 155 milhões de euros, superior à da Novabase, que negoceia no PSI 20. A TAP é também outra das empresas que pondera a entrada na bolsa de valores.

Veja algumas das melhores IPO que podem vir a acontecer em 2018 na Europa, segundo os analistas da ‘Bloomberg’:

 

Recomendadas

Taxas Euribor sobem a três e seis meses e caem a 12 meses

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno positivo em 06 de junho, subiu hoje, para 2,456%, mais 0,014 pontos, batendo um novo máximo.

Bolsas europeias negoceiam mistas aguardando próxima reunião da Fed

Na quarta-feira, Wall Street encerrou com o índice Standard & Poor’s a cair 0,19% para 3.933,92 pontos, enquanto o Nasdaq perdia 0,51% para 10.958,55 pontos e o Dow Jones Industrial mantinha-se inalterado nos 33.597,92 pontos.

Bolsa de Lisboa inicia sessão em terreno negativo

Na quarta-feira, o PSI fechou a descer 0,22%, para 5.852,78 pontos, em linha com o resto da Europa.
Comentários