Nova estirpe de Covid-19: Itália, Bélgica e Países Baixos já ‘fecharam’ fronteiras ao Reino Unido

Os Países Baixos e a Bélgica foram alguns dos países a avançar com restrições ao Reino Unido, depois do surgimento de uma nova variante do coronavírus que pode ser 70% mais contagiante, como admitiu Boris Johnson, primeiro-ministro britânico.

O surgimento de uma nova variante de covid-19 mais contagiosa, no Reino Unido, tem levado a que vários países anunciassem restrições de viagens com o países. Países Baixos, Bélgica, e Itália já confirmaram restrições, e a Alemanha prepara-se para se juntar a esta lista. Saiba que medidas cada um destes países tomou para evitar a propagação do coronavírus.

Países Baixos

Este foi dos primeiros locais a anunciar que iriam restringir viagens para o Reino Unido. Estarão suspensos todos os voos de passageiros oriundos do Reino Unido até 01 de janeiro.

Bélgica

Quanto à Bélgica decido suspender as ligações aéreas e marítimas provenientes do Reino Unido. a suspensão vai estar em vigor pelo menos de 24 horas, podendo, porém, ser prolongada, e que começa às 23:00 de hoje, confirmou o primeiro-ministro do país.

Itália

O país decidiu suspender as viagens com o Reino Unido, contudo ainda não são conhecidos os moldes dessas restrições.

Em Itália o Governo decidiu confinar a população nos feriados e na véspera do Natal.

Nos dias 24, 25, 26, 27 e 31 de dezembro e nos dias 01, 02, 03, 05 e 06 de janeiro, não se poderá sair de casa, a não ser que seja para se ir trabalhar, em casos de emergência ou por questões de saúde, e as viagens foram proibidas entre as diferentes regiões de Itália.

Alemanha

A Alemanha ainda está a avaliar a situação do Reino Unido, mas tudo indica que brevemente poderá também impor algum tipo de restrição no que diz respeito

Portugal

Uma fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros confirmou que o países está atento à situação epidemiológica do Reino Unido, acrescentando que o país está privilegiar a “cooperação estreita” entre as autoridades de saúde dos dois países

Nova variante do coronavírus pode ser 70% mais contagiosa

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, tinha admitido no passado sábado que esta nova variante do covid-19, “pode ser 70% mais contagiosa”. Contudo o governante sublinhou que “ainda há muito que não se sabe”, pois “não há provas que sugiram que é mais letal”, “nem que a vacina seja menos eficaz contra esta variante”.

Isto levou a que o Reino Unido voltasse a tomar novas medidas restritivas de modo a conter a propagação do coronavírus

No sábado foi anunciado um novo confinamento em Londres, sudeste da Inglaterra e parte do leste do país, forçando mais de 16 milhões de pessoas a ficarem em casa e a renunciarem às reuniões de Natal.

Os negócios não essenciais foram fechados e todas as viagens para fora dessas zonas de alerta máximo, seja para outro lugar no Reino Unido ou para o exterior, foram proibidas.

Pubs, restaurantes e museus estão fechados desde quarta-feira.

O ministro da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, admitiu que as novas restrições contra o covid-19, anunciadas pelo primeiro-ministro, Boris Johnson, podem durar durante algum tempo. O governante voltou a reafirmar que quanto “mais rápido esta nova variante do coronavírus se espalhar, mais difícil será manter as coisas sob controlo”, voltando a sublinhar a importância da vacina contra o covid-19.

O mesmo governante admitiu que a nova variante do coronavírus esta fora de controlo, como argumento para justificar as restrições impostas em Londres e partes de Inglaterra, acrescentando que para manter o controlo era necessário restringir os contactos sociais.

Relacionadas

OMS apela à Europa para reforçar os controlos devido a nova variante de Covid-19

A Organização Mundial de Saúde recomendou aos seus membros para que “aumentem as suas capacidades de sequenciação” do vírus, antes de saberem mais sobre os riscos colocados por esta variante.

Nova estirpe de Covid-19 obriga a reunião entre Paris, Berlim e União Europeia

Segundo um comunicado da Presidência francesa, a reunião contou com a participação do chefe de Estado da França, Emmanuel Macron, da chanceler da Alemanha, Angela Merkel e da presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, sem que tenham sido ainda anunciados resultados.

Portugal está a seguir com atenção evolução epidemiológica no Reino Unido, diz Ministério dos Negócios Estrangeiros

“É conhecida a posição portuguesa de privilegiar as medidas de proteção tomadas universalmente, em vez de restringir em demasia as possibilidades de circulação de pessoas que tem de viajar por razoes essenciais (profissionais, por reunião familiar, etc)”, indicou a fonte do ministério tutelado por Augusto Santos Silva.
Recomendadas

Conferência do Jornal Económico debate os grandes temas de 2023

O auditório principal do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) recebeu na passada sexta-feira, 16 de setembro, a conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Primeiro-ministro espanhol testou positivo à Covid-19

Sánchez não disse se estava a sentir-se doente ou se iria cancelar outros compromissos na próxima semana.

Portugal registou 18.315 mil casos e 37 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções em comparação à semana anterior.
Comentários