Salários: quatro milhões de euros em atraso

Autoridade para as Condições do Trabalho apura valor de salários em atraso que ainda foram pagos a trabalhadores.

Há quatro milhões de euros em pagamentos a trabalhadores portugueses em falta. A conclusão é de uma inspecção feita pela Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) a que o Jornal de Notícias teve acesso. O valor diz respeito a salários, subsídios de férias e Natal, entre outras quantias que deviam ter sido pagas até outubro deste ano.

O mesmo relatório revelou que há dois milhões de euros em falta à Segurança Social que estão relacionadas com trabalho parcial ou totalmente não declarado. Esta situação está a ser combatida pela ACT que conseguiu só este ano regularizar a situação de 49% dos trabalhadores em situação de trabalho não declarado e ainda 44% falsos recibos verdes.

Recomendadas

PremiumAntigas gestoras voltam ao mercado de trabalho com a Católica-Lisbon

Programa destina-se a mulheres com background na área de gestão, finanças e economia, que estão fora há, pelo menos, dois anos. Há nova edição na forja.

PremiumParceria com Universidade Eduardo Mondlane reforça aposta da UPT na lusofonia

A cooperação entre as universidades portuguesa e moçambicana abrange as áreas da formação avançada, da mobilidade de estudantes e de ‘staff’, da formação pedagógica de docentes, bem como projetos de investigação.

Número de inscritos no ensino superior atinge máximo histórico com mais de 433 mil estudantes

“Este resultado mantém Portugal na trajetória necessária para atingir as metas de qualificação de longo prazo”, aponta o Governo.
Comentários