Samsung com lucros de 8,32 mil milhões de euros no segundo trimestre

A Samsung, com base em Suwon, no sul de Seul, alcançou, no segundo trimestre do ano, um EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de 14,46 biliões de won (10,85 mil milhões de euros), mais 12,3% do que no mesmo período de 2021, de acordo com um relatório financeiro divulgado pela empresa.

13 – Samsung

A tecnológica sul-coreana Samsung Electronics anunciou hoje lucros líquidos de 11,1 biliões de won (8,32 mil milhões de euros) entre abril e junho, um aumento de 15,3% em relação ao ano anterior.

A Samsung, com base em Suwon, no sul de Seul, alcançou, no segundo trimestre do ano, um EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de 14,46 biliões de won (10,85 mil milhões de euros), mais 12,3% do que no mesmo período de 2021, de acordo com um relatório financeiro divulgado pela empresa.

No que diz respeito ao lucro operacional, este situou-se nos 14,1 biliões de won (10,58 mil milhões de euros), o que representa uma subida de 12,2%, enquanto as receitas de vendas registaram um crescimento anual de 21,2%, para 77,2 biliões de won (54,15 mil milhões de euros).

Trata-se do quarto trimestre consecutivo em que o maior fabricante mundial de chips de memória e ‘smartphones’ registou vendas de mais de 70 biliões de won (cerca de 52,6 mil milhões de euros), auxiliado pela contínua procura de ‘chips’, especialmente para servidores, bem como dos principais modelos móveis e uma taxa de câmbio de moeda favorável.

O departamento de semicondutores da empresa alcançou vendas de 28,5 biliões de won (21,37 mil milhões de euros), um aumento de 23,6%, sendo que o lucro operacional desta divisão cresceu 44%, para 9,98 biliões de won (7,48 mil milhões de euros).

O negócio dos telemóveis, embora tenha registado um sólido crescimento de vendas de 12,2% numa base anual, para 7,71 biliões de won (5,78 mil milhões de euros), viu rentabilidade e lucro operacional abrandar, contraindo 17,2% em relação ao período homólogo de 2021, para 1,06 biliões de won (cerca de 795 milhões de euros).

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.

Negócios com empresas portuguesas caem nos primeiros sete meses de 2022

As fusões e aquisições caíram 24% para 249, em comparação com o mesmo período do ano passado, e o valor dos mesmos recuou 61% para 5,8 mil milhões de euros. Garrigues, JP. Morgane e Seale & Associates lideram assessorias.

Pepco. “Primark da Polónia” vai abrir as primeiras lojas em Portugal no próximo ano

Portugal será o 18º mercado da marca que pertence ao britânico Pepco Group e tem cerca de 3 mil lojas na Europa. Inicialmente, haverá estabelecimentos no Porto, em Lisboa e na região do Algarve, mas o objetivo é expandir para o resto do país.
Comentários