Santander doa 580 tablets a idosos para terem contacto com família

Esta ação insere-se no âmbito da política de Responsabilidade Social do Banco, para dar apoio às pessoas mais vulneráveis afetadas pela pandemia.

Cristina Bernardo

O Santander vai oferecer 580 tablets a lares de idosos e casas de saúde (IPSS) de todo o país, para que os seus utentes possam ter um Natal um pouco mais próximo dos seus familiares e amigos, anunciou o banco liderado por Pedro Castro e Almeida em comunicado.

Os lares escolhidos localizam-se de norte a sul do país e nas regiões autónomas.

A iniciativa chama-se “Vamos dar que falar” e consiste na entrega de um tablet e de um cartão de dados para comunicações, a cada um dos estabelecimentos selecionados. Desta forma, os idosos poderão efetuar videochamadas e falar com as suas famílias, atenuando a impossibilidade de receber visitas.

“Esta ação insere-se no âmbito da política de Responsabilidade Social do Banco, para dar apoio às pessoas mais vulneráveis afetadas pela pandemia. Este ano, o Santander já tinha lançado o programa ‘Aqui e Agora’ para reforçar o apoio a todos os clientes com idade superior a 65 anos, pouco familiarizados com a adesão e funcionamento dos canais digitais, evitando que se desloquem aos balcões durante este período”, avança o banco.

 

Recomendadas

Mais de 1.700 contactos de clientes bancários à rede de apoio RACE até setembro

A Rede de Apoio ao Cliente Bancário (RACE) recebeu, entre janeiro e setembro, 1.783 contactos de devedores com dificuldades em pagar créditos, registando desde julho um aumento dos processos PARI ou PERSI que acompanha, revelou a Direção-Geral do Consumidor.

Crise energética. CGD limita luzes de Natal na sede

Apenas a fachada principal da sede da Caixa Geral de Depósitos estará iluminada este ano, devido à crise energética, anuncia o banco. A ficha será desligada às 22h00, todos os dias.

Bancos têm de cumprir reserva de fundos próprios de 0,25% a 1% em 2023

O BCP tem de ter uma reserva de 1%, tal como a CGD. O Santander e BPI têm de ter no seu rácio uma reserva de 0,5% e ao Banco Montepio é exigida uma reserva de 0,25%, tal como à Caixa de Crédito Agrícola. Sendo que todos têm de cumprir este ‘buffer’ a partir do dia 1 de janeiro de 2023, excepto o Crédito Agrícola.
Comentários