São Tomé e Príncipe. Patrice Trovoada reivindica vitória com maioria absoluta e quer assumir Governo

“Reivindicamos a vitória nas eleições legislativas, com maioria absoluta, totalizando 30 mandatos, com 54,55% dos votos”, disse, numa declaração perante algumas dezenas de apoiantes, na sede do partido na capital são-tomense.

O primeiro ministro de São tomé e príncipe, Patrice Trovoada durante entrevista em Lisboa, 11 de fevereiro de 2018. ( Acompanha texto da Lusa de 16 de fevereiro de 2018). JOÃO RELVAS/LUSA

O antigo primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe Patrice Trovoada (Ação Democrática Independente, oposição) reivindicou hoje vitória, com 30 deputados (maioria absoluta), nas eleições legislativas e anunciou que irá chefiar o próximo Governo.

“Reivindicamos a vitória nas eleições legislativas, com maioria absoluta, totalizando 30 mandatos, com 54,55% dos votos”, disse, numa declaração perante algumas dezenas de apoiantes, na sede do partido na capital são-tomense.

Patrice Trovoada fez a declaração num momento em que a Comissão Eleitoral Nacional são-tomense ainda não divulgou resultados preliminares das eleições legislativas, autárquicas e regional deste domingo.

“Conforme prometido, com uma maioria absoluta, eu assumirei as funções e as responsabilidades de primeiro-ministro e de chefia do próximo Governo”, afirmou, recebendo fortes aplausos dos militantes.

Recomendadas

Representante da ONU e presidente da CEEAC viajam para São Tomé após tentativa de golpe

O representante especial das Nações Unidas Abdou Abarry e o presidente da comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), o angolano Gilberto Veríssimo, vão inteirar-se junto das autoridades nacionais sobre o ataque ao quartel militar.

Aposta africana em cadeias de valor regionais “fundamental” para enfrentar novos choques, diz OCDE

A aposta dos países africanos em cadeias de valor regionais é “fundamental para acelerar” as respetivas indústrias transformadoras e “melhorar a resiliência das economias aos impactos das crises globais”, aponta um relatório da OCDE hoje apresentado em Lisboa.

Justiça guineense quer ouvir Aristides Gomes sobre dois processos que advogados desconhecem

A justiça guineense quer ouvir o ex-primeiro-ministro Aristides Gomes em dois processos-crime que os advogados dizem desconhecer e repudiaram o facto de o político ser alvo de um mandado de detenção, disse hoje à Lusa fonte de defesa.
Comentários