Premium“Se o nosso modelo não se impuser [no digital e na energia], tornar-nos-emos irrelevantes”

Carlos Zorrinho defende que a Europa tem mudado, mas empurrada pela opinião pública, e que o Parlamento Europeu tem sido um dos principais agentes a refletir essa mudança.

Carlos Zorrinho deixou a liderança da delegação portuguesa do PS na Europa, mas garante que não vai reformar-se da política.

Em entrevista ao Jornal Económico (JE), enaltece o trabalho feito no Parlamento Europeu (PE), defende que a opinião pública tem sido impulsionadora das mudanças na atuação de Bruxelas e que a União Europeia (UE) tem cinco ou seis anos para se afirmar como relevante, no digital e na energia, sem ficar dependente dos Estados Unidos.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumNovo ‘managing partner’ da Sérvulo antevê “ambiente mais competitivo” na advocacia

Manuel Magalhães, sócio de Financeiro e ‘Governance’, sucede a Paulo Câmara em setembro. A nova comissão executiva da sociedade de advogados será anunciada daqui a dois meses.

PremiumSystemic tem cinco novos investidores

Carlos Loureiro, José Galamba de Oliveira, Raúl Marques, Rui Leão Martinho e Vítor Nunes são os novos sócios da consultora fundada por Sofia Santos, que apoia empresas na área da sustentabilidade e ESG.

PremiumVenda do Atlântico avança e espanhóis fora da corrida ao BPG

O pedido de compra do Atlântico Europa pelo Well Link Group está finalmente a evoluir, depois do acordo assinado no inicio de 2020. Já o BPG optou por abrir o processo competitivo de venda.
Comentários