PremiumSeca e custos altos empurram EDP para prejuízos de 76 milhões

A seca em Portugal e a necessidade que a empresa teve de comprar eletricidade no mercado grossista ibérico cortou os lucros da EDP, que tinha obtido um lucro de 180 milhões no primeiro trimestre de 2021.

A EDP registou prejuízos de 76 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, um desempenho que a empresa diz ter sido “fortemente impactado pela seca extrema em Portugal no inverno 2021/2022, o mais seco dos últimos 90 anos”.

Esta situação resultou num “défice recorde de produção hídrica da EDP” no mercado ibérico no trimestre, cerca de 2,6 TWh (TeraWhatts/hora) face à média histórica. Por sua vez, este défice hídrico resultou na necessidade de um “volume equivalente de compras de eletricidade no mercado grossista Ibérico”, por forma a satisfazer o consumo da carteira de clientes.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

SAD do Sp. Braga com resultado positivo de 3,1 milhões de euros na época passada

Relativamente ao exercício financeiro que terminou a 30 de junho deste ano, que ainda não refletem a venda do passe futebolístico do defesa central David Carmo (transferência fechada para o FC Porto na ordem dos 20 milhões de euros), a SAD dos bracarenses destaca que este foi um período “pautado por múltiplos constrangimentos associados à pandemia”.

Sonaecom rasga acordo com Isabel dos Santos

“À Sonae passa a ser imputada uma participação na NOS de cerca de 36,8% do capital social e dos direitos de voto nessa sociedade”, detalha a empresa liderada por Cláudia Azevedo.

Toyota Caetano Portugal com lucros de 7,3 milhões no semestre

Em comunicado à CMVM, a Toyota Caetano Portugal diz que os resultados líquidos consolidados ascenderam a 7,3 milhões de euros, o que compara com 11,7 milhões em dezembro de 2021 e com 2,98 milhões em junho de 2021.
Comentários