Secretário da Educação garante que não está equacionada fusão de escolas entre Porto Moniz e São Vicente

O governante realça que no Porto Moniz houve a integração do 1º ciclo e salientou a importância dos concelhos puderem garantir os seus equipamentos escolares.

O secretário regional da Educação, Jorge Carvalho, garantiu que nesta altura não está a ser equacionada uma fusão entre as escolas do Porto Moniz e São Vicente, durante a discussão do Orçamento Regional, na Assembleia Legislativa da Madeira, em resposta a Raquel Coelho, deputada do PTP.

“O Porto Moniz já integrou o 1º ciclo e vai até ao 12º ano”, explicou Jorge Carvalho. O governante realçou ainda a importância de que os concelhos “possam garantir” os seus equipamentos escolares.

Na discussão do Orçamento Regional, Jorge Carvalho criticou ainda o Governo da República pela desconsideração que teve ao prometer recuperar o tempo de serviço dos professores, uma promessa que não cumpriu.

“Assumir um compromisso com uma classe e não cumprir é grave e demonstrativo de quando se chega a esse nível se pode esperar tudo o resto”, afirmou.

A postura da República no dossier do passe sub-23, em que o governo central fez uma alteração posterior à decisão da Madeira sobre este assunto “demonstra o quanto se pretende atingir” a Região na governação do PS.

Jorge Carvalho disse ainda que o pavilhão de andebol, prometido pelo executivo madeirense, não foi um compromisso para 2019, esclarecendo a pergunta levantada por Carlos Costa, deputado do JPP, pela não inclusão desta infraestrutura no plano de investimentos da Madeira.

 

Recomendadas

Hoje é celebrado o Dia Internacional da Consciencialização sobre Perdas e Desperdício Alimentar

Na Europa, todos os anos, cerca de 89 milhões de toneladas de alimentos são deitados ao lixo. Em Portugal, estima-se que cada português desperdice cerca de 134 kg de alimentos por ano. Enquanto isto 1/6 da população mundial passa fome.

Madeira: Serviço Regional de Saúde visita Unidade de Ação Social do Hospital Garcia da Orta

A Unidade de Ação Social do SESARAM observou e conheceu a dinâmica e a metodologia de trabalho implementada na UHD do hospital e, em particular, a área de intervenção social.

Madeira: Acordos de gestão entre a Segurança Social e as IPSS vão passar para 20 anos

Neste sentido, com a presente alteração pretende-se adequar a duração dos acordos de gestão que envolvam a cedência de utilização do edificado em regime de comodato, onde sejam desenvolvidas respostas sociais, numa lógica de melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.
Comentários