Secretário de defesa dos EUA apela ao cessar fogo a homólogo russo

Entre os temas em discussão estiveram a segurança internacional, incluindo a situação na Ucrânia. No entanto, o telefonema, que durou uma hora, não resolveu nenhum problema.

4 – Estados Unidos

O secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, pediu um cessar-fogo imediato na Ucrânia depois de ter falado por telefone com o seu homólogo russo, Sergei Shoigu, esta sexta-feira, 13 de maio, pela primeira vez desde a invasão da Ucrânia pela Rússia, disse o Pentágono citado pela “Reuters”.

A “Reuters” diz que desde que começou a guerra na Ucrânia, a 24 de fevereiro, Lloyd Austin tentou várias vezes conversar com Sergei Shoigu, não tendo havido na altura interesse por parte do responsável para o diálogo.

Fonte próxima dos EUA disse que o telefonema, solicitado por Lloyd Austin, durou cerca de uma hora, mas não resolveu nenhum problema específico ou levou a mudanças diretas sobre o que os russos estão a fazer na Ucrânia. A mesma fonte descreveu o tom do telefonema como “profissional”.

Já a agência noticiosa “Tass” referiu que os dois secretários de Defesa discutiram questões atuais de segurança internacional, incluindo a situação na Ucrânia. O último telefonema entre ambos tinha acontecido a 18 de fevereiro.

O telefonema decorreu numa linha direta que tinha sido estabelecida pelos Estados Unidos e a Rússia desde o começo da invasão para evitar erros de cálculo e qualquer ampliação do conflito. A linha direta de “desconflito” é uma linha telefónica aberta com base na sede do Comando Europeu e está sob o comando do general da Força Aérea Tod Wolters, que lidera todas as forças dos EUA na Europa.

A guerra na Ucrânia prossegue sem sinais de que vá terminar nos próximos tempos, como lamentou ontem o secretário geral da ONU, António Guterres. O último telefonema do Kremlin decorreu a 3 de maio entre o presidente francês Emmanuel Macron e Vladimir Putin. Também o Papa Francisco aguarda por uma oportunidade para falar com o presidente russo.

Recomendadas

CEO da Microsoft destaca plataforma para ajudar a Ucrânia criada por português

Satya Nadella diz que o “Ukraine Live Aid”, para prestar apoio aos refugiados ucranianos, foi um dos trabalhos “significativos” e “muito necessários” que feitos com as Power Pages da Microsoft.

Ocidente deve ser mais brando com a Rússia e a Ucrânia deve ceder, defende Kissinger

Segundo o ex-secretário de Estado dos EUA, os líderes europeus não devem perder de vista o relacionamento de longo prazo com a Rússia, nem devem arriscar empurrá-la para uma aliança permanente com a China. O antigo campeão de xadrez Garry Kasparov disse que essa posição, para além de imoral, foi provada errada repetidamente.

Mais de 200 corpos encontrados em cave de Mariupol

Informação foi avançada por Petro Andryushchenko, conselheiro do presidente da câmara de Mariupol.
Comentários