Secretário-geral da NATO exorta Turquia a aprovar adesão da Finlândia e da Suécia

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, instou hoje a Turquia a aprovar os pedidos da Finlândia e da Suécia para aderir à aliança militar, dizendo que ambos cumpriram os seus compromissos com Ancara em matéria de segurança.

epa09846292 NATO Secretary General Jens Stoltenberg gives a press conference at the end of an extraordinary NATO Summit at the Alliance headquarters in Brussels, Belgium, 24 March 2022. EPA/STEPHANIE LECOCQ

“A Finlândia e a Suécia cumpriram o seu compromisso com a Turquia. Tornaram-se parceiros fortes na nossa luta conjunta contra o terrorismo em todas as suas formas e manifestações”, disse Stoltenberg aos jornalistas em Istambul, após conversações com o ministro dos Negócios Estrangeiros turco, Mevlut Cavusoglu.

“É hora de dar as boas-vindas à Finlândia e à Suécia como membros plenos da NATO. A sua adesão tornará a nossa aliança mais forte e os nossos povos mais seguros”, disse Stoltenberg.

“Nestes tempos perigosos, é ainda mais importante finalizar a sua adesão, para evitar qualquer mal-entendido ou erro de cálculo em Moscovo”, defendeu.

A Finlândia e a Suécia solicitaram a adesão à NATO nos meses seguintes à invasão da Ucrânia pela Rússia, abandonando as suas políticas de longa data de não-alinhamento militar.

A Turquia, que já pertence à aliança ocidental, ameaçou bloquear o processo a menos que os dois países nórdicos cumpram as suas exigências.

O Governo turco quer que estes dois países reprimam indivíduos que considera terroristas, como apoiantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão e pessoas suspeitas de terem orquestrado um golpe fracassado em 2016 na Turquia.

No entanto, Cavusoglu repetiu que o calendário para a aceitação dos países como novos membros dependeria de quando as exigências da Turquia, acordadas num memorando conjunto, fossem cumpridas.

“Queremos ver passos concretos”, disse o ministro, especialmente no combate aos extremistas.

“Não é possível dizer neste momento que os dois países implementaram completamente todos os aspetos do memorando”, acrescentou, sublinhando que a Turquia apoia o alargamento da NATO.

Cavusoglu disse que a Turquia vê o novo governo na Suécia como “mais determinado” em cumprir o memorando assinado em Madrid.

O novo primeiro-ministro sueco, Ulf Kristersson, deverá visitar Ancara no dia 08 de novembro, adiantou.

Todos os 30 países membros da NATO devem ratificar oficialmente o protocolo de adesão da Finlândia e da Suécia para aderir à aliança. Só os parlamentos da Turquia e da Hungria ainda não o fizeram.

Recomendadas

Governo italiano aprova envio de armas à Ucrânia para todo o ano de 2023

O Governo italiano aprovou um decreto prolongando o fornecimento de ajuda, incluindo armamento, à Ucrânia para todo o ano de 2023.

PremiumUcrânia à espera do inverno e dos mísseis norte-americanos Patriot

A NATO não parece disposta a enviar os mísseis para a Ucrânia, e a Rússia já avisou que, se isso acontecer, tirará as devidas ilações.

PremiumProtestos na China “não têm dimensão de revolta política”

Os protestos face à política Covid zero na China chegaram a assumir alguma violência, mas os analistas não conseguem descobrir em Guangzhou qualquer sintoma da morte iminente do regime de Xi Jinping. ANATO manteve um olhar atento ao país asiático.
Comentários