Trump penaliza banca no Stoxx 600

O índice Stoxx 600, que agrega as 600 maiores empresas europeias, perde 1,8%, liderado pelas perdas dos bancos e dos fabricantes de automóveis.

Stringer/Reuters

O banco Bilbao Vizcaya Argentaria SA e o Banco Santander SA, com elevada exposição aos mercados emergentes, perdem 5%.  O Credit Suisse Group AG desce 3,5%.

A fabricante de automóveis Daimler AG desvaloriza 5%. Em contraciclo, só o sector farmacêutico regista ganhos, com os títulos da Novartis e Roche a registar boa performance.

No mercado cambial, também o euro sobe 2,5% face ao dólar.

“Uma vitória do Trump penaliza os mercados” disse o estratega James Butterfill, à Bloomberg. “Os investidores expressam igualmente preocupações face à desvalorização do dólar, o que é mau para as empresas europeias. Um outro problema para a Europa é a onda populista que pode nascer da vitória da Trump”, acrescenta o especialista.

Recomendadas

Fed conseguiu o esperado milagre de agradar a Wall Street

No dia em que a Reserva Federal deu mostras de moderação no aumento das taxas de juro, o mercado de capitais respondeu pela positiva, como não podia deixar de ser – com o Nasdaq a comandar. Resta saber quanto tempo durará o momento.

EUA: Powell reconhece primeiros sinais de alívio na inflação, mas é “prematuro declarar vitória”

O presidente da Fed afastou cortes de juros este ano, embora admita que a inflação começa a dar sinais de abrandamento. O caminho ainda é longo e a ‘aterragem suave’ continua em cima da mesa, tal como uma taxa terminal abaixo de 5%.

EUA: Reserva Federal abranda ritmo de subida dos juros com mais 25 pontos base

O mercado já antecipava esta decisão, dado o abrandamento da inflação nos últimos meses, mas a mensagem da Fed tem sido agressiva, sinalizando que o processo está ainda longe de concluído.
Comentários