Secundária de Carcavelos em risco de fechar por falhas de segurança

A Associação Nacional dos Dirigentes Escolares denuncia que a falta de condições é um problema recorrente nas escolas onde a Parque Escolar intervém.

A Escola Secundária de Carcavelos está em risco de não abrir no início no segundo período devido a “problemas agudos de funcionamento e segurança”. A Parque Escolar discorda e diz que a escola “está operacional”.

A escola é uma das maiores do país e conta com quase 1900 alunos do 7º ao 12º ano. No entanto, segundo Adelino Calado, o diretor do Agrupamento de Escolas de Carcavelos, em declarações ao jornal i, a escola apresenta falhas graves de segurança.

Faltam cerca de 400 lâmpadas dentro e fora das salas de aula, as janelas e estores estão na sua maioria avariados, permanecer múltiplas falhas no controlo das entradas na escola e no funcionamento do bar. Para além disso, a escola tem uma fatura milionária com a Parque Escolar, a empresa criada para renovar as escolas de todo o país, que em 2012 procedeu à intervenção na escola. Desde aí, a secundária paga uma renda anual de 500 mil euros mais 100 mil para despesas de manutenção.

Ao jornal i, Adelino Calado afirma que “não vamos abrir a escola em janeiro e ficará fechada enquanto isto não estiver resolvido e não houver condições mínimas de segurança na escola”.

O diretor explica que o problema se arrasta há quase um ano. Desde janeiro, que a escola tem alertado para o Ministério da Educação e para a Parque Escolar. Adelino Calado garante que a decisão de encerrar a escola recebeu a aprovação do conselho geral de segurança (composto por pais, alunos, autarquia, professores, funcionários e direção) e que no caso da visita da Parque Escolar às instalações escolares, marcada para esta sexta-feira, não resultar em alterações significativas, os alunos poderão encontrar as portas da secundária fechadas em janeiro.

A Parque Escolar afirma que atestou a escola e que esta “está operacional para o arranque do próximo período letivo”. Explica ainda que o concurso deste ano para a prestação de serviços para manutenção de 69 escolas em todo o país foi suspenso, devido a uma ação de contencioso pré-contratual, mas que a manutenção “tem sido assegurada através da adjudicação de trabalhos específicos de mantenção”.

A Associação Nacional dos Dirigentes Escolares adianta, ao i, que todas as escolas onde a Parque Escolar atua estão “no limite”, com “vários problemas que continuam à espera de resposta”.

Na secundária de Carcavelos trabalham 170 professores e 30 funcionários administrativos.

Recomendadas

Dia Mundial do Professor. Marcelo felicita docentes pela “competência, dedicação e entusiasmo”

Numa nota publicada na página da Presidência da República na internet, é recordado que hoje se assinala o Dia Mundial do Professor, instituído pela UNESCO para “evidenciar o papel dos professores, absolutamente essencial para o sucesso das novas gerações e no desenvolvimento das sociedades”.

5 de outubro: Marcelo pede que se faça avançar democracia com “caminho para todos”

Num discurso de onze minutos, na cerimónia comemorativa dos 112 anos da Implantação da República, na Praça do Município, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa falou dos governos que “tendem quase sempre a ver-se como eternos” e das oposições “quase sempre a exasperarem-se pela espera”, afirmando em seguida que “nada é eterno” e que “a democracia é por natureza o domínio da alternativa, própria ou alheia”.

Cleanwatts vai criar uma Comunidade de Energia Renovável em Braga

“Vamos instalar uma Central Fotovoltaica de 1,2 MWp (megawatts-pico), com mais de 2.100 painéis solares, nos telhados da Arquidiocese de Braga, que será integrada numa Comunidade de Energia Renovável”, explica Basílio Simões, fundador e presidente da Cleanwatts.
Comentários