Segredos da biblioteca do Vaticano vão ser revelados

Iniciado em 2010 o projeto tem a duração de 18 anos e até ao dia de hoje, 10 mil manuscritos foram digitalizados, segundo o jornal “Expansión”.

Graças à consultora Everis, mais de 82 mil manuscritos armazenados na biblioteca do Vaticano vão finalmente ver a luz do dia.

Uma obra de arte é eterna e tem o poder de imortalizar o seu autor, mas o seu acesso limitado pode fazer com que a mesma seja esquecida e foi por isso que em 2010 se propôs ao Vaticano digitalizar a sua enorme biblioteca e torna-la acessível a qualquer pessoa.

Desde que a biblioteca abriu portas em 1448 com o Papa Nicolau V, esta é a primeira vez que o estado do Vaticano partilha com o mundo os seus textos históricos: 82 mil manuscritos que versam sobre questões de religião e cultura.

A tarefa não é fácil, dado o elevado valor e fragilidade da generalidade dos manuscritos. Cada imagem demora duas horas para ser digitalizada e pesa entre 200 e 300 megabytes.

Iniciado em 2010, o projeto tem a duração de 18 anos e até ao dia de hoje, 10 mil manuscritos foram digitalizados, segundo o jornal “Expansión”.

Recomendadas

Ucrânia: Cruz Vermelha teve acesso aos prisioneiros de guerra ucranianos e russos

“Na semana passada, o CICV efetuou uma visita de dois dias aos prisioneiros de guerra ucranianos. Outra visita está a decorrer esta semana”, refere o Comité Internacional da Cruz Vermelha numa declaração feita esta quinta-feira.

Irão: Regime anuncia primeira execução de prisioneiro detido nos protestos

A agência de notícias Mizan, detida pelo sistema judicial do Irão, avançou a execução de Mohsen Shekari, acusado de bloquear uma rua e ferir um militante islâmico com uma catana na capital, Teerão.

Humanidade só se salva se defender o planeta Terra e a biodiversidade- Guterres

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, afirmou hoje que a única saída para salvar a Humanidade é “investir no planeta Terra” e deter a perda de biodiversidade.
Comentários