Segundo dia de vacinação anima PSI-20. Europa acompanha em alta

O principal índice bolsista prossegue a manhã desta segunda-feira a negociar em alta, numa altura em que arranca o segundo dia de vacinação em Portugal. Apesar dos atrasos em Espanha, o IBEX 35 sobe 0,59% para 8.159,00 pontos

Os principais índices bolsistas prosseguem a manhã desta segunda-feira a negociar em alta, numa altura em que a vacinação contra a Covid-19 decorre na Europa. Por cá, o PSI-20 sobe 1,04% para 4.905,23 pontos, graças aos ganhos de 2,64% para 1,398 euros da Mota-Engil e daCorticeira Amorim que cresce 1,89% para 10,76 euros.

Ainda a negociar em terreno positivo na praça portuguesa, surge a The Navigator Company que valoriza 1,63% para 2,49 euros e a Jerónimo Martins que salta 1,61% para 13,90 euros.

Em sentido contrário, a bolsa portuguesa resiste aos tombos de 1,43% e 0,95% da Ibersol e Novabse, respetivamente.

Em Espanha, onde o plano de vacinação mantém-se em suspenso, depois da distribuidora Pfizer ter registado um “incidente logístico” na entrega dos fármacos, o IBEX 35 sobe 0,59% para 8.159,00 pontos.

Na Alemanha, onde se registou uma baixa no número de novos casos por Covid-19 (mais 10.976 diagnósticos nas últimas 24 horas, menos 7.779 desde domingo), o DAX prossegue no ‘verde’, ganhando 1,57% para 13.800,75  pontos

O Euro Stoxx 50 acompanha a tendência, ganhando 1,12% para 3.579,04 pontos, em linha com o FTSE 100 que cresce 0,10% para 6.502,11 pontos e o CAC 40 que valoriza 1,10% para 5.582,77 pontos.

Recomendadas

Bolsa de Lisboa abre em alta numa manhã positiva para os mercados europeus

O PSI iniciou a sessão desta terça-feira em terreno positivo, estando a ganhar 1,29% para 5.485,53 pontos numa manhã serena para a generalidade das praças europeias. A Greenvolt e a Altri estão em destaque esta manhã ao valorizarem, respetivamente, 1,77% para 8,61 euros e 2,42% para 5,12 euros. Ainda no mercado energético, a Energias de […]

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta terça-feira

Destaque do dia para a Rússia, que vai publicar os dados relativos à taxa de desemprego e outros indicadores macroeconómicos, numa altura em que o esforço bélico e o prolongamento das sanções começam a afundar a economia do país.

Luta da Fed contra a inflação atinge Wall Street no fecho da sessão

De resto, o organismo liderado por Jerome Powell deu conta na semana passada da possibilidade de as taxas de juro continuarem em alta até 2023 fez com que os três principais índices tivessem caído na última semana entre 4% e 5%.
Comentários