Segurança Social da Madeira celebra acordos de 314 mil euros para programa de emergência alimentar

O Conselho de Governo aprovou mais uma aquisição de terreno para o Novo Hospital e definiu o valor do subsídio de lavagem aos trabalhadores do Serviço Regional de Saúde da Madeira (SESARAM).

O Conselho de Governo da Madeira decidiu autorizar a Segurança Social da Madeira a celebrar dez acordos de cooperação, que totalizam 314 mil euros, integrados no âmbito do Programa de Emergência Alimentar da região autónoma.

Através deste medida o executivo madeirense pretende “reconhecer a importância de manter para o ano de 2020 a execução” deste programa de emergência alimentar dando acesso a pessoas e famílias com baixos rendimentos o acesso a refeições gratuitas ou à comparticipação na aquisição de géneros alimentares.

Foi ainda decido pelo Conselho de Governo a aquisição de mais um parcela de terreno para o Novo Hospital no valor de 46 mil euros.

O executivo madeirense aprovou o Decreto Legislativo Regional, que define o subsídio de lavagem aos trabalhadores do Serviço Regional de Saúde da Madeira (SESARAM), em 43,21 euros, que estejam integrados na carreira de assistente operacional e que exerçam as funções de motorista ou condutor de ambulância.

[frames-chart src=”https://s.frames.news/cards/parlamento-da-madeira-1/?locale=pt-PT&static” width=”300px” id=”1136″ slug=”parlamento-da-madeira-1″ thumbnail-url=”https://s.frames.news/cards/parlamento-da-madeira-1/thumbnail?version=1573662702424&locale=pt-PT&publisher=www.jornaleconomico.pt” mce-placeholder=”1″]

Recomendadas

Orçamento do Funchal para 2023 aprovado por maioria na Assembleia Municipal

A proposta de Orçamento da Câmara Municipal do Funchal para 2023 foi aprovada com os votos a favor dos 25 deputados da coligação PSD/CDS-PP, contando com os votos contra do PS (nove deputados), BE (três), PAN (um), MPT (um) e CDU (um).

O que é o spread no crédito à habitação e como saber se está adequado? Saiba aqui

Para quem contratou crédito à habitação há mais de dez anos é possível que esteja a pagar um spread elevado, se comparado com o atualmente praticado no mercado. Atualmente há ofertas bancárias com spreads abaixo de 1% no crédito à habitação, com bancos a oferecer spreads de 0,85%.

Madeira: Secretário das Finanças apresenta Orçamento Regional na Comissão de Economia, Finanças e Turismo

“São mantidas as reduções do IRC e da Derrama, havendo ainda a previsão de manter a intervenção na fixação dos preços dos combustíveis, à semelhança do que está a ser feito este ano”, apontou Rogério Gouveia.
Comentários