Segurança Social é a entidade pública com mais queixas

O Portal da Queixa regista 3953 reclamações em relação a esta instituição do Estado.

A Segurança Social está no topo das entidades públicas com mais reclamações por parte dos consumidores, de acordo com o Portal da Queixa. A plataforma de denúncias coloca ainda a instituição no ranking geral de reclamações, com um total de 3953 queixas. Conforme se nota no gráfico do Portal da Queixa, o número de denúncias que aguardam respostas e obteve resposta tem subido, enquanto as concluídas e resolvidas tendem a estagnar.

Marcas com mais reclamações recebidas nos últimos 30 dias

  • 1º CTT – 491
  • 2º MEO – 375
  • 3º Worten -231
  • 4º NOS – 203
  • 5º GLS – 188
  • 6º Seur – 167
  • 7º Chronopost – 164
  • 8º Segurança Social – 139
  • 9º MRW – 131
  • 10º Niwite

Só nos primeiros três meses do ano foram registadas 16.702 reclamações pelo Portal da Queixa, um aumento de 167% relativamente a igual período de 2016. Entre janeiro e março, o Portal da Queixa recebeu em média 187 reclamações por dia, a maioria das quais visa as operadoras de telecomunicações, empresas de transporte e logística e entidades públicas.

Desde o início de outubro até ao dia 14 de dezembro – exatamente uma semana antes da paralisação organizada pelos trabalhadores dos CTT -, a plataforma assinalou um aumento de 212% no número de reclamações dirigidas às empresas de transporte das encomendas, do vendedor até ao comprador, face ao período homólogo de 2016.

No total registaram-se 2.165 reclamações em dois meses e meio, que se deveram sobretudo ao atraso na entrega das encomendas, à falta de apoio ao cliente, a entregas falhadas, a dificuldades de contacto e a entregas danificadas, de acordo com o comunicado desta ‘rede social’ de consumidores.

Relacionadas

CP, Metro e Rede Nacional de Expressos são as empresas de transportes com mais reclamações

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportesrecebeu no primeiro semestre deste ano, diretamente ou por via de livros de reclamações, 8.158 queixas, a maioria das quais nos setores rodoviário e ferroviário, que totalizaram 88,5%.
Recomendadas

José Luís Carneiro: Tráfico de imigrantes é “problema estrutural” e polícia intervém porque sociedade “falha”

“Não é um problema novo, é um problema estrutural”, em termos internacionais, afirmou hoje aos jornalistas o governante, no Comando Territorial de Évora da GNR, onde presidiu à inauguração do Espaço “Maria e António”, a renovada sala dedicada ao atendimento à vítima.

Violência doméstica. APAV junta-se à hamburgueria A-100 em ação de sensibilização

A hamburgueria compromete-se a doar à APAV um euro por cada sobremesa vendida esta sexta-feira e vai iniciar uma angariação de fundos na sua página de Instagram até ao final do ano, com o dinheiro a reverter a favor da associação.

Crime de violência doméstica representa metade das medidas de vigilância eletrónica

Entre 2.224 solicitações de vigilância através de pulseira eletrónica recebidas pela DGRSP de janeiro a outubro deste ano, 1.126 ocorreram no âmbito do crime de violência doméstica, correspondendo a 50,63% do total.
Comentários