Segurança Social ganhou mais de 651 milhões de euros com imigrantes em 2018

A Segurança Social registou um saldo positivo na ordem dos 651 milhões de euros, sendo que os estrangeiros contribuíram com 746,9 milhões de euros para os cofres do Estado.

Os novos dados do Observatório das Migrações, relativamente a 2018, indicam que os imigrantes em Portugal contribuíram oito vezes mais para a Segurança Social do que receberam da mesma entidade, escreve o jornal “Público” esta quinta-feira, 19 de dezembro.

A publicação refere que a Segurança Social registou um saldo positivo na ordem dos 651 milhões de euros, sendo que os estrangeiros contribuíram com 746,9 milhões de euros para os cofres do Estado, enquanto os imigrantes receberam 95,6 milhões de euros em benefícios sociais.

Este é o valor mais elevado de contribuições de imigrantes na Segurança Social, sendo este valor o dobro do observado em 2013. O relatório sustenta que os imigrantes “serão cada vez mais necessários para conduzir à sustentabilidade do sistema de Segurança Social português”.

De acordo com dados relativos ao ano passado, residem em Portugal cerca de 480 mil estrangeiros. Este é o número mais elevado de sempre, fixando-se em 4,1%, embora fique abaixo da média de 7,8% da União Europeia.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

Preços na produção industrial caem 2% em outubro

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, com exceção da energia, todos os grandes agrupamentos industriais apresentaram variações homólogas inferiores às registadas no mês anterior.

PremiumAfinal, pensão de mil euros vai subir mais 60 euros do que o previsto

Tanto a inflação que conta para o aumento das pensões, como o crescimento económico superaram as expectativas, obrigando o Governo a atualizar as pensões acima do que estava previsto.
Comentários