Segurança Social manda cortar número de beneficiários que recebem cabaz alimentar para 90 mil

O Instituto da Segurança Social considera que “este é o momento para ser retomada a reavaliação trimestral dos destinatários do Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas”, segundo o “Jornal de Notícias”.

O Instituto da Segurança Social (ISS) deu indicações aos diretores da Segurança Social de todo o país, num ofício, para informarem os técnicos que acompanham o Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas (POAPMC) que o número de beneficiários iria diminuir de 120 mil para 90 mil, segundo o “Jornal de Notícias”.

“Tendo em conta a evolução favorável da situação epidemiológica no nosso país, e a progressiva normalidade em geral, este é o momento para ser retomada a reavaliação trimestral dos destinatários do POAPMC”, diz a ISS, acrescentando que o objetivo de reduzir o número de beneficiários “até ao limiar de 90 mil”.

Quando questionado sobre as pessoas que cumprem os critérios para os apoios, o Governo confirmou que atualmente são 110 mil. Contudo, há famílias carenciadas em lista de espera para receber cabazes alimentares.

Recomendadas

“Não me choca que haja ajustamentos salariais que acompanhem a inflação”, diz Teixeira dos Santos

Na atual conjuntura, Teixeira dos Santos diz o Estado não pode corrigir o comportamento dos mercados. Sobre os salários, diz que não vê perigo em eventuais ajustamentos em linha com a inflação.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

NATO. Stoltenberg responsabiliza Putin pela crise alimentar global

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, responsabilizou esta quinta-feira a Rússia pela crise alimentar global por ter invadido a Ucrânia e assegurou o empenho dos aliados em encontrar soluções para retomar a exportação de cereais ucranianos.
Comentários