Seis projetos portugueses candidatos ao prémio Mies Van Der Rohe

Seis projetos portugueses estão nomeados para a edição de 2015 do Prémio da União Europeia para a Arquitetura Contemporânea, galardão atribuído de dois em dois anos pela Comissão Europeia e pela Fundação Mies van der Rohe. Os Edifícios Centrais do Parque Tecnológico de Óbidos, da autoria de Jorge Mealha, o Data Center da Portugal Telecom […]

Seis projetos portugueses estão nomeados para a edição de 2015 do Prémio da União Europeia para a Arquitetura Contemporânea, galardão atribuído de dois em dois anos pela Comissão Europeia e pela Fundação Mies van der Rohe.

Os Edifícios Centrais do Parque Tecnológico de Óbidos, da autoria de Jorge Mealha, o Data Center da Portugal Telecom na Covilhã, de João Luís Carrilho da Graça, a Torre da Palma Wine Hotel, de João Mendes Ribeiro, o Centro de Alto Rendimento do Pocinho, de Álvaro Fernandes Andrade, a Escola Lima de Freitas em Setúbal, de Ricardo Carvalho e Joana Vilhena, e o Museu da Oliveira e do Azeite de Mirandela, de Manuel Graça Dias, são os projetos nacionais nomeados para o European Union Prize For Contemporary Architecture – Mies Van Der Rohe Award 2015 (Prémio da União Europeia para a Arquitetura Contemporânea).

As nomeações foram divulgadas através dos próprios arquitetos, nas redes sociais ou através de comunicados à imprensa, depois de os autores terem sido informados por carta de que se encontrarem entre os candidatos ao prémio.

Contactada pela Lusa, a Fundação Mies van der Rohe adiantou que “a lista oficial dos nomeados só será divulgada a 10 de dezembro”, depois de a organização do prémio “se certificar de que todos cumprem as condições”.

Ainda segundo a fundação, “a lista dos finalistas e respetivos projetos deverá ser anunciada pelo júri na segunda semana de fevereiro”.

O Prémio, instituído em 1987 pela Comissão Europeia e pela Fundação Mies van der Rohe, com sede em Barcelona, é considerado “um dos galardões de maior prestígio” na área da arquitetura, sublinha a fundação no seu site.

 

OJE/Lusa

Recomendadas

China diz que EUA estão a enviar “sinais perigosos” sobre Taiwan

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês deixou claro que uma escalada das atividades independentistas torna difícil um acordo pacífico, no que diz respeito a Taiwan,

Vieira da Silva desaconselha mudança da lei das pensões. “É mais sensato suspender”

Para o ex-ministro Vieira da Silva, seria mais sensato suspender a lei da atualização das pensões, não sendo este o momento para proceder a alterações à fórmula legal.

Médicos dão prazo de duas semanas para Ministério da Saúde marcar reunião

“Já fizemos seguir o pedido de reunião ao senhor ministro [da Saúde, Manuel Pizarro] e solicitámos que essa reunião se desenvolva com a celeridade que deve e estabelecemos um limite para nas próximas duas semanas sermos convocados para essa reunião”, adiantou Noel Carrilho.