Seis restaurantes algarvios premiados com estrelas Michelin

“O Algarve é sinónimo de boa gastronomia, pela forma ímpar como combina qualidade, variedade, tradição e criatividade, e privilegia a incorporação dos produtos típicos sazonais”, disse o presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, após ver a região distinguida.

A edição do Guia Michelin de 2021 confirmou seis estrelas para restaurantes no Algarve, distinguindo pela primeira vez o restaurante Check-in Faro na categoria “Bib Gourmand”, revela o Turismo do Algarve em comunicado. Desta forma, a região algarvia conta com um total de seis restaurantes com uma e duas estrelas.

Nesta edição, a região contabiliza um total de seis restaurantes distinguidos pelo conceituado guia. Os restaurantes estão distribuídos pelo Algarve, destacando-se o Ocean em Lagoa, o Vila Joya em Albufeira, que contam com duas estrelas, o Bon Bon no Carvoeiro, o Gusto by Heinz Beck em Almancil, o Vista em Portimão e o Vistas em Vila Nova de Cacela distinguidos com uma estrela Michelin cada um.

“O Algarve é sinónimo de boa gastronomia, pela forma ímpar como combina qualidade, variedade, tradição e criatividade, e privilegia a incorporação dos produtos típicos sazonais”, disse o presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes. “Este é o contexto que encontramos no destino e é o que fica registado nesta nova edição do conceituado Guia Michelin, o qual ano após ano tem vindo a distinguir a excelência da cozinha algarvia”, continua.

Por sua vez, o restaurante Check-in Faro junta-se ao restaurante Avenida, na marina de Lagos, na categoria da “Bib Gourmand”, apelando à qualidade/preço dos dois restaurantes.

Para João Fernandes, “este é também um importante reconhecimento à restauração algarvia, sobretudo no momento que estamos a atravessar. Os empresários e trabalhadores bem o merecem!”, destacou. “O turismo gastronómico é um dos nossos produtos turísticos estratégicos, no qual vamos naturalmente continuar a apostar”, concluiu o presidente do Turismo do Algarve.

Recomendadas

Músicos afegãos refugiados apresentam-se hoje ao vivo no festival Iminente em Lisboa

 Na génese deste projeto está a cooperativa cultural Largo Residências, de Lisboa, distinguida no ano passado com o prémio da Acesso Cultura na categoria de Acessibilidade Social.

Portugal está na frente na diretiva sobre plásticos de uso único

“Portugal está no pelotão da frente porque já transpôs grande parte” da diretiva e propôs até medidas bastante ambiciosas, por exemplo, em termos de redução de copos de bebidas e embalagens de plástico para ´take away´ (redução de 80% até final de 2026 e de 90% até 2030, tendo por referência os valores de 2022), diz o comunicado da Zero.
Comentários