Seixal vai realizar Natal do Hospital que não existe no concelho

As autarquias do Seixal, comissões de utentes e a Plataforma Juntos pelo Hospital vão realizar a décima edição do Natal do Hospital no Seixal, uma forma de reivindicar a construção da infraestrutura que não existe.

A iniciativa começou em 2008, cumprindo este ano a sua décima edição, e surgiu como uma forma de reivindicar a necessidade de se avançar para a construção do hospital no concelho.

“O Natal do Hospital no Seixal é uma das muitas iniciativas que têm sido realizadas pelas comissões de utentes de saúde, órgãos autárquicos e Plataforma Juntos pelo Hospital, para reivindicar a necessidade da construção de um hospital no concelho”, refere a autarquia, num comunicado enviado à agência Lusa.

Vários artistas nacionais e locais têm participado nesta iniciativa que pretende lembrar o quanto este equipamento é importante para a população, acrescenta a autarquia liderada por Joaquim Santos (PCP).

A autarquia explica que a luta pela construção do hospital no concelho é já antiga e lembra que, em 2009, o Estado assinou um acordo com a Câmara Municipal do Seixal para a construção do hospital.

“Depois de diversos avanços e recuos e de uma luta contínua por parte da comissão de utentes, poder local e população, no Orçamento do Estado para 2017 veio finalmente contemplada uma verba de 10 milhões de euros para o lançamento do concurso público para o projeto de arquitetura e especialidades técnicas para a construção desta unidade, mas que, infelizmente, uma vez mais não se veio a concretizar”, refere a autarquia.

O documento explica que a iniciativa se realiza como forma de reivindicação do direito da população a cuidados hospitalares de proximidade e de qualidade, acrescentando que “apesar de vários anúncios e manifestação de intenções, este processo continua parado”.

A iniciativa vai realizar-se no dia 17 de dezembro, pelas 15:00, na Sociedade Filarmónica União Seixalense, contando com a presença de vários artistas, como David Antunes, Vitorino ou os Anjos.

“Decorre também a campanha um voto pelo Hospital no Concelho do Seixal, em que todos podem votar, como forma de reivindicar a necessidade deste equipamento hospitalar e que até ao momento já recolheu cerca de 40 mil votos”, concluiu.

Recomendadas

Hospital de Loures pediu desvio de doentes não críticos e teve espera superior a 16 horas

O Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, pediu o reencaminhamento de doentes não críticos para outras unidades, disse à Lusa fonte do Sindicato Independente dos Médicos, tendo o tempo de espera dos doentes considerados urgentes ultrapassado hoje as 16 horas.

SICAD alerta para o risco da pobreza fazer renascer consumos dos anos 80 e 90

O diretor-geral do serviço de intervenção nas dependências alertou hoje para o risco da pobreza fazer renascer os consumos “catastróficos” dos anos 80 e 90, caso não seja reforçada a resposta que está muito carenciada de meios humanos.

Diretor da urgência do Santa Maria alerta para falhas no encaminhamento de doentes

O diretor do serviço de urgências do Hospital de Santa Maria alertou hoje para falhas na rede de referenciação dos serviços de urgência, que encaminham demasiados doentes para aquele serviço quando há alternativas, agravando a pressão sentida.
Comentários