Selminho: Ministério Público pede condenação e perda de mandato de Rui Moreira

Rui Moreira é acusado de prevaricação por favorecer a imobiliária de família que dá nome ao processo, no litígio judicial que oponha a autarquia à empresa.

O Ministério Público (MP) pediu que a condenação e consequente perda de mandato de Rui Moreira no processo Selminho. O MP considera que o autarca beneficiou a imobiliária de família, da qual era sócio, causando desvantagem ao município do Porto.

O presidente da Câmara do Porto está a ser julgado no Tribunal de São João Novo, no âmbito do processo Selminho. Rui Moreira é acusado de prevaricação por favorecer a imobiliária de família que dá nome ao processo, no litígio judicial que oponha a autarquia à empresa.

De relembrar que a empresa pretendia construir um edifício de apartamentos num terreno na Calçada da Arrábida.

O procurador do caso sustentou que existiu uma “via sacra da Selminho” para que a construção fosse atribuída à Selminho até à tomada de posse do atual presidente da autarquia. No entanto, o município nunca autorizou esta construção.

Para o MP, a intervenção do autarca portuense permitiu a realização de um “acordo totalmente favorável às pretensões da Selminho”, tendo sido Rui Moreira que beneficiou do desfecho do litígio entre a imobiliária e o município.

Relacionadas

Selminho: Ex-chefe do departamento jurídico diz que não recebeu instruções de Rui Moreira

A ex-chefe do departamento jurídico da Câmara do Porto disse esta quinta-feira em tribunal que não recebeu instruções de Rui Moreira nem o autarca teve intervenção nas negociações entre o município e a Selminho, da qual era sócio.

Selminho: Azeredo Lopes convicto que departamento jurídico da câmara sabia da ligação de Moreira

O ex-ministro da defesa, que foi chefe de gabinete no primeiro mandato de Rui Moreira como presidente da câmara do Porto – desde final de novembro de 2013 até novembro de 2015 – afirmou que, “ao fim de tantos anos” em que o processo Selminho estava na câmara, parecia-lhe “evidente” que “toda a gente soubesse” que a imobiliária era da família de Rui Moreira.

Selminho: Presidente da Câmara do Porto começa hoje a ser julgado (com áudio)

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, começa hoje a ser julgado no âmbito do processo Selminho, no qual é acusado de prevaricação por favorecer a imobiliária da família, da qual era sócio, em detrimento do município.
Recomendadas

Porto Law Summit debate as novas condicionantes da profissão

Qual é o impacto da tecnologia no sector? Em que áreas? Com certeza na capacidade de concorrência. Mas também na criação de condições para novas formas de abordar a profissão: o teletrabalho. O ex-ministro Rui Gomes da Silva ‘estragou a festa’: os advogados que ficarem casa “serão irrelevantes”.

Porto Law Summit debate prós e contras das sociedades multidisciplinares

As sociedades multidisciplinares – uma espécie de loja do cidadão onde um cliente passará a encontrar uma multiplicidade de serviços – estão a chegar. Mas não é claro se os advogados estão disponíveis para as aceitar. O bastonário definitivamente não está.

Conselho de Ministros gastou um milhão em equipamento informático

Um mês depois de o NOVO ter noticiado que o Conselho de Ministros gastou um milhão em equipamento informático, a Polícia Judiciária entrou na sede da Presidência do Conselho de Ministros para fazer buscas. O alvo principal da operação é o próprio secretário-geral, David Xavier, suspeito de corrupção na aquisição de sistemas informáticos para o Estado.
Comentários