“Sem boas PME, não haverá uma estratégia industrial competitiva”, diz Carlos Zorrinho

Para o eurodeputado, como as pequenas e médias empresas são um “pilar essencial” na economia, até a própria definição de PME deve ser revista.

Tiago Petinga/Lusa

O eurodeputado socialista Carlos Zorrinho defendeu esta segunda-feira que as pequenas e médias empresas (PME) devem ser capacitadas para poderem tirar o máximo proveito dos fundos europeus e nacionais.

“Melhorando a sua produtividade, garantindo melhores condições de trabalho, atraindo talento e conhecimento, contribuindo assim para o desenvolvimento das comunidades em que se inserem e para a redução das desigualdades”, argumentou, em sessão plenária no Parlamento Europeu.

Para o eurodeputado, as PME são um “pilar essencial” na economia, pelo que não só deve existir uma estratégia que “combine a transição energética, a transição digital, os novos desafios de sustentabilidade e do clima, a valorização das pessoas e o combate às desigualdades” como a própria definição de PME deve ser revista. “Sem boas PME, não haverá uma estratégia industrial competitiva”, referiu.

Na sua opinião, é crucial para “otimizar a viabilidade, a sustentabilidade e o impacto económico, social e ambiental destas empresas”. “Se a União Europeia já precisava de modernizar a sua Estratégia Industrial antes da pandemia, o choque pandémico, relativamente simétrico no plano sanitário, mas muito assimétrico no plano económico e social, tornou essa modernização muito urgente”, disse o eurodeputado, na sessão em Bruxelas.

No debate subordinado ao tema “Uma nova Estratégia Europeia para as Pequenas e Médias Empresas”, Carlos Zorrinho aludiu ainda à necessidade de um acesso “mais fácil e simplificado ao financiamento, ao investimento e ao capital de risco, ao apoio à qualificação dos trabalhadores e à modernização de processos e tecnologias” e aplaudiu um relatório que destaca as condições essenciais para que as PME possam prosperar e sejam estruturantes na nova estratégia industrial europeia.

Recomendadas

EDP procura startups mais inovadoras na área da energia

Elétrica lança a 7ª edição do Free Electrons em busca de startups inovadoras. Candidaturas decorrem até 28 de janeiro.

Mitos que bloqueiam progressão feminina e dificultam diversidade de género nas empresas

Relatório da Mazars e Gender Balance Observatory desmistifica mitos em contexto laboral, entre os quais a falta de ambição e a aversão ao risco entre as mulheres, a questão da maternidade ou das quotas e a meritocracia.

Mercado automóvel cresce 1,8% entre janeiro e novembro, mas muito longe dos números pré-pandemia

Dados da ACAP revelam que em termos globais, o mercado automóvel regista um crescimento de 1,8% entre janeiro a novembro de 2022, face a igual período do ano anterior. De referir que 11,1% dos veículos ligeiros de passageiros novos são elétricos (BEV).
Comentários