Sessenta e quatro dias de invasão russa. Ponto de situação da guerra na Ucrânia

Naquele que é o 64º dia de invasão, os EUA anunciaram um novo pacote financeiro que visa ajudar a Ucrânia a enfrentar a ofensiva militar russa que invadiu o país a 24 de fevereiro. No mesmo dia, a Moldávia voltou a reiterar que o país atravessa um “período muito perigoso” depois dos ataques e o Kremlin advertiu o Ocidente: “Não testem a nossa paciência”.

  1. O secretário-geral da ONU encontrou-se com o presidente ucraniano esta quinta-feira onde afirmou que apesar de nem tudo estar a ser perfeito” e haver atrasos no apoio, o certo é que “depois de o Conselho de Segurança da ONU ter falhado” em toda a linha na manutenção da paz da Ucrânia, “as Nações Unidas estão a cooperar com o país” em diversas frentes,
  2. A Casa Branca vai propor ao Congresso o envio de mais fundos de apoio às forças ucranianas, no valor de 33 mil milhões de dólares, assim como a criação novas ferramentas legais que permitam aumentar as sanções aos oligarcas russos, de forma a compensar este financiamento.
  3. A Moldávia atravessa um “momento muito perigoso” à medida que aumentam as tensões após uma série de explosões na região separatista da Transnístria esta semana, alertou esta quinta-feira o vice-primeiro-ministro do país.
  4. A União Europeia (UE) alertou os compradores europeus de gás russo que, caso cumpram com as exigências do Kremlin, “violarão” as sanções contra Moscovo. O aviso chega após várias empresas europeias indicarem que vão cumprir com o decreto aprovado pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, ou seja, vão fazer depósitos no Gazprombank em rublos.
  5. O Kremlin advertiu esta quinta-feira o Ocidente para uma possível resposta militar perante qualquer novo ataque ao território russo, acusando os Estados Unidos e os seus principais aliados europeus de incitarem a Ucrânia a atacar a Rússia.
  6. A Comissão Europeia pagou 3,5 mil milhões de euros de adiantamentos aos Estados-Membros em ajudas para gerir a chegada de pessoas que fogem da guerra na Ucrânia. Portugal recebeu quase 64 milhões de euros.
  7. O Presidente de Angola conversou ao telefone com o homólogo russo, Vladimir Putin, e com o chefe do Governo italiano, Mario Draghi, visando um “cessar-fogo imediato e o regresso às conversações” face ao conflito na Ucrânia.
  8. Organizações humanitárias mais do que duplicaram a ajuda financeira para a Ucrânia, que subiu para 2,25 mil milhões de dólares (2,14 mil milhões de euros), de acordo com o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação dos Assuntos Humanitários (OCHA). 
  9. Ucrânia quer renomear ruas com ligação à Rússia. Um dos locais identificados por civis ucranianos é a praça central Praça Lva Tolstoho, nomeada em homenagem a Lev Tolstoi.
  10. Secretário-geral da ONU visita algumas das cidades afetadas pelo conflito armado na Ucrânia. “Uma guerra no século XXI é um absurdo”, comentou Guterres durante a viagem ao país do leste europeu. 
  11. António Guterres encontra-se com o presidente ucraniano esta quinta-feira, em Kiev. Visita ocorre na mesma semana em que o secretário-geral da ONU se encontrou com Vladimir Putin e Sergey Lavrov em Moscovo.
  12. Zelensky considera que a proposta da Comissão Europeia de suspender, por um ano, os direitos sobre todas as exportações ucranianas para a União Europeia permitirá “apoiar ao máximo a atividade económica”.
Recomendadas

Vladimir Putin teve cancro, diz realizador Oliver Stone

Vencedor de quatro Óscares da Academia, Oliver Stone entrevistou o presidente russo entre 2015 e 2017 e acredita que Putin tenha recuperado da doença. 

Ucrânia: EUA acabam com exceção que permitia à Rússia pagar dívida em dólares

Prevista no âmbito das drásticas sanções impostas a Moscovo devido à invasão da Ucrânia, a exceção acabará às 00:01 de quarta-feira (05:01 de Lisboa), dois dias antes do próximo prazo de pagamento da Rússia.

CEO da Microsoft destaca plataforma para ajudar a Ucrânia criada por português

Satya Nadella diz que o “Ukraine Live Aid”, para prestar apoio aos refugiados ucranianos, foi um dos trabalhos “significativos” e “muito necessários” que feitos com as Power Pages da Microsoft.
Comentários