Setembro foi mês de regresso à poupança

O Indicador de Poupança da Católica revela que em setembro voltou a subir o nível de poupança dos portugueses. O indicador de poupança APFIPP/Universidade Católica subiu 4,1 pontos para 77,4 pontos em setembro, depois de uma subida marginal em agosto, avançam os economistas responsáveis pelo documento. Afirmam que a subida deste indicador “não alterou significativamente […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

O Indicador de Poupança da Católica revela que em setembro voltou a subir o nível de poupança dos portugueses. O indicador de poupança APFIPP/Universidade Católica subiu 4,1 pontos para 77,4 pontos em setembro, depois de uma subida marginal em agosto, avançam os economistas responsáveis pelo documento.

Afirmam que a subida deste indicador “não alterou significativamente a tendência de poupança das famílias, medida pela variação trimestral da série alisada, que continua a diminuir muito ligeiramente em percentagem do PIB. Recorde-se que este indicador procura antecipar a evolução da taxa de poupança das famílias portugueses expressa em percentagem do Produto, corrigida da sazonalidade.

OJE

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Desemprego estabiliza nos 6,1%, mas população empregada recua

A taxa de desemprego manteve-se em 6,1% em outubro, mas a população empregada diminuiu, tendo aumentado a subutilização do trabalho.

Portal das Finanças está ”temporariamente indisponível”, diz Autoridade Tributária

Milhares de contribuintes não estão hoje a conseguir aceder ao Portal das Finanças. AT diz que está temporariamente indisponível devido à renovação dos certificados digitais e que os serviços voltarão a estar operacionais “brevemente”. Bug informático surge no última dia do prazo para pagamento do IMI. Fisco assegura que não está em curso qualquer ataque informático.