Setor energético impulsiona PSI 20

Em Lisboa, nove empresas cotadas valorizam, seis desvalorizam e três negoceiam inalteradas.

O principal índice bolsista português (PSI 20) soma 0,18%, para 5.228,01 pontos, em linha com as principais praças europeias esta sexta-feira, 20 de dezembro. Em Lisboa, nove empresas cotadas valorizam, seis desvalorizam e três negoceiam inalteradas.

O setor energético dá gás à bolsa portuguesa: os ganhos da EDP (0,36%), EDP Renováveis (0,80%) e Galp (0,27%) impulsionam o PSI 20.

Os investidores reagem ao facto de a EDP ter vendido seis centrais hídricas por 2,2 mil milhões de euros, para cortar dívida e risco, e à comunicação do custo extraordinário com centrais a carvão e o impacto nos resultados.

A EDP Renováveis também se destaca, depois de ter garantido um contrato de longo prazo de 15 anos no leilão polaco de energia, para venda de eletricidade a ser produzida por um portefólio de 11 de projetos de energia eólica onshore, com capacidade total de 307 MW. A instalação dos parques está prevista para 2021 e 2022.

Também a petrolífera portuguesa negoceia em alta: a Galp reestrutura área comercial e sindicato prevê saída de 100 trabalhadores, de acordo com o noticiado pelo Jornal Económico esta sexta-feira.

Em terreno negativo, negoceiam Semapa, Sonae , REN e Ramada.

Entre as principais congéneres europeias, “o sentimento global continua positivo, assente nas notícias positivas em torno da guerra comercial. Ontem Steve Mnuchin referiu que a primeira fase do acordo comercial EUA/ China poderá ser selado no início de janeiro”, comenta o Mtrader do Millennium BCP, Ramiro Loureiro.

 

Recomendadas

Wall Street com mais um dia para esquecer

A perspectiva de manutenção das taxas de juro em alta pelos próximos (muitos) meses não dá tréguas aos investidores do mercado de capitais, que continuam a assistir ao afundamentos dos principais índices da praça norte-americana.

Bitcoin alcança valor mais alto em uma semana e ultrapassa os 20 mil dólares

A criptomoeda subiu 5% esta terça-feira, acompanhada pela Ethereum, que subiu 4%, num dia de subidas generalizadas entre as criptomoedas.

Bolsa de Lisboa fecha em terreno positivo com Europa no ‘vermelho’

As cotadas da família EDP foram as únicas a terminar o dia em terreno negativo, com a EDP a perder 1,28%, nos 4,55 euros, e a EDP Renováveis a cair 0,92% para os 21,43 euros.
Comentários